Separamos algumas dicas para você que tem um pequeno negócio, quer investir em marketing digital e não sabe como começar. Por isso, neste vídeo você confere informações e até ferramentas totalmente gratuitas que podem aumentar muito suas vendas e mudar o rumo do seu negócio.

Pronto para os vinte minutos melhor aplicados do seu dia? Ah, outra coisa, não precisa perder o foco e a atenção anotando tudo no seu bloquinho, a gente se encarregou de fazer isso por você! Transcrevemos o vídeo todinho na parte de baixo, é só salvar como favorito e ter acesso à ele sempre que quiser. Agora é só dar o play!

Terminou o vídeo? Clique aqui e descubra mais duas dicas super-rápidas para bombar seu negócio na web?

“Uma dúvida muito comum é: qual o investimento mínimo para começar com o marketing digital? E essa dúvida geralmente vem de pequenos negócios, locais muitas vezes, que querem começar a anuncia na Internet, começar a usar o poder da Internet para gerar novos negócios e trazer mais clientes para seu estabelecimento.

E aí que vem aquela dúvida: se eu tenho um negócio pequeno, preciso investir muito dinheiro em publicidade ou, de repente, contratar profissionais ou agências? Muitas vezes não precisa ter um profissional dedicado, ter uma agência para te atender com isso ou muito menos gastar com publicidade.

É possível explorar várias ferramentas do marketing digital, que são ferramentas fáceis e estão acessíveis para qualquer pessoa, com um pouquinho de estudo, é possível criar boas campanhas e criar uma presença muito legal na Internet. E, a gente separou aqui, algumas dicas de como dar esse primeiro passo, como começar a explorar a Internet para trazer mais clientes para o seu pequeno negócio.

Dica #1 – Google Meu Negócio

Uma dessas ferramentas, uma dessas coisas gratuitas que a gente pode fazer na Internet e que pode trazer um grande resultado, é explorar o Google Meu Negócio. Aliás, o Google Meu Negócio já teve diversos nomes, já foi Google My Local, Google Places, Google +Local, Google Business, agora chama Google Meu Negócio.

Porque, além de ser uma marcação lá no Mapa – antes focava muito nisso, você (a empresa) virava uma marcaçãozinha lá no Google Maps, mas agora é mais que isso e, por essa razão, chama Google Meu Negócio – você ganha uma página na rede social do Google Plus com uma série de descrições que devem ser preenchidas com o máximo de informações possíveis, com: fotos, horários de atendimento etc.

Quanto mais informações e mais rico for este resultado, mais pessoas vão conseguir chegar até você através dessa funcionalidade do Google. Isso porque, além de aparecer nos resultados de Maps, o próprio resultado orgânico do Google, às vezes, exibe alguns pins (ícone de marcação dos mapas que indica o local) indicando que aquele local está próximo de você.

Resultado Google meu negócio

Isso para locais pequenos e restaurantes etc é muito legal, porque às vezes estamos fazendo uma busca pelo celular em busca de algum lugar próximo e, ali mesmo, você já consegue pegar um link e, de repente, já navegar no seu GPS. Então, você encurta um caminho, além de ser encontrado e facilita a chegada da pessoa até o seu negócio.

A ideia da otimização desse Meu Negócio é muito parecida com a ideia do SEO: melhorar a experiência do usuário. Quanto mais informações você passar para ele, melhor será a experiência dele, e como o Google gosta disso, acaba de ranqueando melhor.

Uma outra dica muito importante é pedir para as pessoas deixarem reviews quanto elas estiverem dentro do seu estabelecimento. Se elas gostaram do seu atendimento, peça para elas escreverem a opinião delas dentro do Google Meu Negócio. Isso é, também, uma forma de passar mais informações para outras pessoas e uma maneira de sinalizar para o Google que aquele negócio é ativo e que as pessoas interagem com ele.

Esse Google Meu Negócio também é vinculado com a página do Google Plus, então todas as atualizações que você fizer lá, vão acabar interagindo com o seu negócio e vice-versa, todas as informações que você colocar no seu Google Meu Negócio vão acabar interagindo com seu Google Plus; o que cria um vínculo com o social que nós vamos falar depois.

Dica #2 – Anunciar no AdWords Express

E para promover ainda mais essa sua página, seu perfil no Google Meu Negócio, a gente pode, inclusive, anunciar no AdWords. É uma forma de alavancar as visitas e fazer com que esse seu resultado do Meu Negócio apareça mais.

O AdWords tem uma funcionalidade específica para quem quer fazer esse tipo de anúncio que é chamado de AdWords Express. Ele não é diretamente ligado à conta de AdWords tradicional que a gente conhece e é muito mais fácil e intuitivo de fazer esse anúncio. O link para fazer esse anúncio você encontra dentro do próprio Google Meu Negócio, mas a gente também vai deixar o link aqui na postagem para acessar.

Ele tem algumas características e, a principal delas, é que você não consegue anunciar para um raio muito grande. Como é uma ferramenta de anúncio focada em para negócios locais, ele deixa você anunciar em um raio pequeno, que é raio, mais ou menos, de atuação da sua empresa.

Google AdWords

Em contrapartida, é muito fácil de gerenciar. Ele pega as características do seu local cadastrado e já cria pré-anúncios a partir dali mesmo, em poucos cliques já é possível criar um anúncio, deixar ele no ar, pagar o seu boleto e o seu resultado já começa a aparecer.

Assim como o Adwords, ele permite o controle total sobre quanto você está a fim de gastar, o seu custo diário, então é possível encaixar isso, perfeitamente, dentro do seu orçamento. E a forma de pagamento também é muito parecida com a do AdWords, em que é possível pagar com cartão de crédito ou boleto, tanto no formato pré-pago quanto pós-pago. Ou seja, consigo colocar um crédito e ir gastando ele ao longo do tempo ou consigo fazer primeiro o investimento e depois isso será debitado do meu cartão de crédito.

A gente sacaneou o vídeo agora, que a gente falou que iam ter muitas dicas gratuitas aqui…

Mas, essa dica aqui, do AdWords, vale um teste! Não é necessário um grande investimento aqui, pode começar devagarinho, pode optar pelo pagamento pré-pago para não ter riscos de gastar mais que você estava imaginando e vale fazer o teste. Às vezes, com um pequeno investimento você pode conseguir um resultado bem legal!

E, vale lembrar também, que não é obrigatório, é uma opção! Então, se você não quiser gastar com isso, simplesmente não investe lá e esquece essa dica. 😉

A gente fez todo uma introdução dizendo que não ia falar de anúncio, mas agora eu acabei de lembrar uma outra coisa legal também para quem quer fazer anúncio que é anunciar no Waze!

Dica #3 – Anunciar no Waze

Alguns falam ueizi, outros uizi, enfim, é nessa ferramenta de mapas e navegação do Google, nesse aplicativo. Quando você vai navegando pelas ruas, muitas vezes você acaba vendo alguns anúncios e isso está se tornando cada vez mais comum. É possível fazer esse anúncio, também não é muito difícil, também, a gente vai deixar o link aqui na postagem.

Entra lá, configura o seu negócio, coloca o nome dele, coloca o seu anúncio*, como você gostaria que esse anúncio aparecesse, as características dele – como ele vai ser disparado – e cada vez que a pessoa estiver próxima ao seu local (quando dá aquela paradinha clássica na sinaleira) e o Waze detectar que a pessoa parou de se movimentar no carro aparece aquele anúnciozinho ali.

Isso é muito legal para quem tem um negócio de ocasião, como uma padaria, um restaurante, alguma coisa que a pessoa vai aceitar fugir da rota dela para dar uma passadinha e conhecer o seu estabelecimento. É muito legal, também, anunciar próximo dos momentos em que a pessoa vai querer fazer isso.

Waze Ads

Então, não adianta anunciar um restaurante às 16h, porque dificilmente alguém vai deixar de seguir seu trajeto para chegar em um restaurante às 16h, mas ao meio dia já é um ótimo horário. Se a pessoa está andando de carro, justamente pensando em um lugar para almoçar, ela parar na sinaleira (aqui a gente falou de sinaleira, tem quem não conheça por sinaleira, pode ser chamado de é farol, semáforo, enfim…) e ela vê a sua propaganda do restaurante, ela dá um “traçar rota” e vai até lá.

É fácil de investir, o investimento também é pequeno, não precisa de um investimento muito grande, vale o teste para ver se, para o seu negócio, esses anúncios do Waze vão funcionar!

Dica #4 – Cadastrar seu Negócio em Diretórios

Ainda seguindo na linha dos aplicativos de celular, que as pessoas estão usando cada vez mais para encontrar e avaliar lugares, a gente tem os diretórios. Quando a gente fala em diretórios em SEO causa algo meio ruim, mas os diretórios que a gente fala são os diretórios de sites úteis, mesmo, focados em assuntos específicos.

Tem diretórios focados em restaurantes, por exemplo; um catálogo de restaurantes de determinadas cidades que pode ser legal você ir lá e cadastrar o seu negócio, restaurante nesse caso, para que as pessoas possam encontrar, avaliar, deixar um review para você e, assim atrair mais pessoas.

A gente tem inúmero diretórios aí que podem ser usados, têm o Kekanto, ele tem até premiações de lugares melhores avaliados. Então, é uma coisa que é de graça (a maioria é gratuita, mas tem alguns com funcionalidades pagas), você cadastra seu site no diretório, além de aparecer em resultados de busca, você consegue estar presente em diversos aplicativosporque a maioria desses diretórios têm aplicativos para celular e as pessoas usam esses aplicativos. Então, a gente precisa estar em todos os lugares que sejam interessantes para a nossa área.

Um dos aplicativos que mais se destaca e a gente vê isso em cada estabelecimento, quando vamos no restaurante ou qualquer lugar físico, tem uma propagandinha do TripAdvisor, porque está muito na moda. É muito fácil, você está procurando um lugar para almoçar, abre o aplicativo do TripAdvisor e tem centenas de locais ali.

Tripadvisor

E é muito importante ficar atento ao que as pessoas estão falando no TripAdvisor, você precisa incentivar os seus clientes a irem lá e deixarem um comentário, um review sobre seu negócio, porque isso vai ajudar as outras pessoas a entender melhor e ver a opinião dos seus clientes. E, também, monitorar isso porque qualquer tipo de reclamação que as pessoas fizerem ali é importante agir em cima disso.

Não adianta você, simplesmente, ter um cadastro lá, sua empresa estar presente, se você não interagir e não se preocupar com que as pessoas estão deixando de opinião. É fundamental você tentar conseguir sempre as cinco estrelinhas na hora que a pessoa deixa o review; se isso não está acontecendo tenta identificar:

  • a pessoa está reclamando da temperatura, que o ar está muito calor ou muito frio?
  • está reclamando da demora no atendimento?

Tentar mapear as opiniões deste tipo de aplicativo e, de fato, fazer alguma coisa na sua empresa para que os próximos reviews sejam cada vez melhores! Quanto melhores forem os seus reviews, mais clientes você vai conseguir atrair desses sites públicos.

Aí, a gente tem que falar de um outro aplicativo – que não sei se é um aplicativo de diretório, de catálogo de sites ou se já é uma rede social – que é o Foursquare; que acabou sendo dividido agora entre Foursquare e Swarm, que são da mesma companhia e as funcionalidades deles acabam se integrando.

Ele acaba sendo uma espécie de diretório e, ao mesmo tempo, uma espécie de redes sociais, porque ele serve para conectar pessoas e interagir. Então tem essa dica do Foursquare! O ideal é que você mesmo faça o cadastro; qualquer pessoa tem a liberdade de ir lá e criar um novo local, mas é importante você mesmo faça isso e faça a verificação deste local – a gente vai colocar aqui o link que de como fazer essa verificação.

Porque, aí, você terá o poder de editar alguma informação, conseguir fazer uma promoção e dá, inclusive, para fazer anúncio ali dentro; e não é algo caro, é um investimento pequeno e que vale a pena ser feito. Ou seja, para fazer algumas promoções, só pode se o local for verificado por você – além de ganhar aquele adesivinho legal, que é muito bonitinho.

E continua valendo aquela dica dos reviews, essa coisa do social está cada vez mais presente e é decisivo, muitas vezes, para uma pessoa olhar aquele anúncio ou aquele local e ir até ele. Ficar atento aos comentários das pessoas, não só no Kekanto, mas no também no TripAdvisor, no Foursquare e em todas as redes sociais é importante.

Dica #5 – Oferecer Acesso à Internet

E vale uma pequena dica aqui, que eu acabei lembrando, que é ter um Wi-Fi liberado no seu estabelecimento! Já que você vai pedir para as pessoas interagir, dar um review, fazer o check-in, qualquer coisa deste tipo, facilita a vida delas deixar o Wi-Fi disponível. Libera a senha ou deixa o sinal de Wi-Fi aberto, enfim – não sei qual a melhor maneira de fazer isso.

Mas deixe a Internet disponível para que as pessoas darem suas opiniões enquanto elas estiverem dentro do seu estabelecimento. Porque, dificilmente, a pessoa vai sair dali e deixar para fazer o review quando chegar em casa, agora, enquanto ela estiver lá, sentada na mesa esperando o atendimento ou logo depois do atendimento, antes de ir embora, ela acessa rapidamente a rede social ali e deixa o comentário dela.

Dica #6 – Publicar Conteúdo de Qualidade

Para continuar nesta linha das redes sociais, mas agora mais focado em conteúdo… a gente falou muito aqui em check-in, avaliação, responder comentários, mas nas outras redes sociais, nas que são usadas em massa e que se precisa estar presente, como Facebook, Twitter e Instagrame aí vai variar muito do tipo de negócio, se cabe cada rede social – vale fazer conteúdo rico também.

Esse conteúdo pode atingir mais pessoas, ser compartilhado, trazer mais seguidores e, às vezes, a pessoa vai conhecer primeiro as suas redes sociais e depois seu negócio. Então, alimentar sempre essas redes sociais, manter sempre atualizado, tentar trazer um conteúdo que interesse para aquele público que você está querendo trazer para o seu restaurante, para a sua pet shop, enfim…

Tem tanto conteúdo legal para criar na Internet e tem tanta rede social focada nesses diversos tipos de conteúdo, então identifique seu público, identifique qual a melhor rede social para ele e alimenta essa rede social. É de graça também, lógico que todas as redes sociais você pode fazer anúncio, mas a funcionalidade básica dela que é publicar conteúdo legal e tentar atingir o maior número de pessoas organicamente, isso é de graça. Então basta ter um pouquinho de criatividade e de tempo, é um investimento, geralmente, vale a pena.

Redes Sociais

Sempre que a gente inaugura um restaurante novo, abriu uma pet shop, uma clínica odontológica, sei lá o que for, uma ferragem, uma padaria, os primeiros clientes são sempre amigos, né?! São as pessoas próximas, as pessoas que te conhecem, que vai naquele boca a boca. Então alguém vai influenciar: “Ah, meu primo abriu uma padaria, vamos lá conhecer!”; “Ah, meu vizinho do bairro abriu uma padaria, vamos lá conhecer a padaria dele!”.

Os clientes mais fáceis da gente trazer para nosso estabelecimento são os nosso amigos, o que a gente pode fazer para extrapolar com isso na Internet e ter milhares de amigos? É possível a gente ter milhares de amigos visitando nosso estabelecimento e a gente faz isso usando as redes sociais.

Dica #7 – Usar as Redes Sociais para Criar Laços

Você não pode encarar as redes sociais apenas como uma forma de colocar publicação, esperar que as pessoas cheguem e que vão se identificar. É preciso usar as redes sociais na essência dela, que é realmente fazer amigos e fazer laços sociais na Internet. E isso vai, realmente, alavancar as visitas no seu estabelecimento físico.

E nesse negócio de fazer amigo, a interação tem um papel muito legal. Uma dica, uma coisa que a gente vê e, quando é feita na dose certa ela funciona bem, é no Twitter você comentar algumas coisa, por exemplo: “Estou com fome, vou almoçar!” e algum lugar próximo de você fica monitorando e lhe dá um replay, dizendo: “Ah, está com fome? Vem aqui em tal lugar, vem no nosso restaurante”.

Lógico que, se você fizer isso todo o dia com a pessoa vai virar um saco, vai virar um negócio muito ruim, mas se você souber fazer isso na medida certa pode ser um caminho legal também. Interagir proativamente, acho que o Twitter é a melhor rede para fazer isso porque as pessoas estão ali naquele momento, então essa é uma dica legal.

E para qualquer coisa, qualquer ação que a gente for fazer na Internet usando todas essas dicas que a gente já deu anteriormente, a gente precisa focar em fazer um conteúdo de qualidade. Se a gente está pensando em diretórios, em redes sociais, a gente não pode simplesmente jogar um conteúdo lá, jogar um conteúdo de terceiros e não tentar produzir o nosso próprio conteúdo, focando no nosso usuário, no nosso consumidor e, de fato, querendo ajudar, querendo construir e criar um conteúdo para agregar em alguma coisa. Se não for assim, provavelmente não vai funcionar bem.

A gente sempre tem que tentar colocar informações para resolver um problema. O que a pessoa (o potencial cliente)quer a respeito do seu negócio?

  • Ela quer saber o horário de funcionamento?
  • Ela quer saber os dias que está funcionando?
  • Ela quer ver fotos desse local?
  • Ela quer saber que tipo de serviço que estão oferecendo lá?

Então quanto mais detalhes, quando mais rica for essa informação, melhor serão os seus resultados.

Dica #8 – Investir em Marketing de Conteúdo

Existe um marketing novo, um marketing que as pessoas estão conhecendo agora – na verdade é uma técnica antiga mas que está despertando para o marketing digital neste momento que é o marketing de conteúdo. Ou seja, levar informação, que não precisa ser exatamente sobre o seu negócio, mas ele tem que ser relacionado com o público que você quer atingir.

Ele tem que despertar o interesse do público que você quer atingir através do conteúdo que vocês está gerando para ele. E por meio de um conteúdo de qualidade, logicamente, que é para criar esse laço, criar essa relação. Pode-se publicar esse conteúdo em diversos locais, como já falamos aqui, mas tem um especial que é onde vamos ter muito mais liberdade para gerar esse tipo de conteúdo que são os blogs.

Marketing de Conteúdo

Dica #9 – Criar um Blog

É um investimento barato, hoje em dia, porque você vai precisar gastar, de repente, um domínio e um plano de hospedagem, para criar esse blog e deixar ele disponível na Internet, mas o retorno disso vai ser muito bom. Você vai ter um domínio próprio, um site em que vai poder publicar informações constantes de coisas relacionadas ao seu negócio, relacionadas ao seu público-alvo.

Isso vai fazer com que as pessoas mantenham contato com você, mesmo naqueles dias em que elas não vão visitar você, que elas não vão ir na sua loja, mas elas vão manter um contato com a sua marca. Por meio desse conteúdo que você está publicando e usando esse blog como um hub, como um centralizador de toda essa informação.

É importante frisar que, quando a gente fala de blog com as pessoas, a primeira coisa que vem à cabeça é ficar postando promoção ou cardápio da semana, esse tipo de conteúdo. De uma certa até pode ser legal, se você tiver um público fiel (ess)a informação pode ser relevante. Mas, para alcançar um público ainda maior, ser útil e fazer com que as pessoas compartilhem o nosso conteúdo, ele precisa ser muito mais rico.

A gente precisa pensar no que aquelas pessoas estão interessadas em saber, coisas que agreguem, que ensinem alguma coisa, que mostre uma curiosidade. Então, expande aí as ideias, sai um pouco do seu negócio quando for pensar em conteúdo para blog. Ele realmente um conteúdo legal e compartilhável, principalmente – para as pessoas compartilharem com outras pessoas.

Muito obrigado por ter assistido (e lido, neste caso) mais este vídeo, espero que essas dicas, que a gente passou para você aqui, lhe ajudem a ter mais clientes para o seu negócio. Deixe o seu jóinha aqui embaixo e se quiser deixar alguma pergunta ou alguma dica, fique à vontade! Não esquece de assinar o nosso Canal e até o próximo vídeo!”

 

 


Agora que você já sabe como começar, acabaram-se as desculpas para não bombar o seu negócio na web. Para ajudar você ainda mais, ficam aqui duas dicas extras.

  1. Se seu maior inimigo é o tempo e você jura que não consegue ser produtivo o suficiente para colocar qualquer um dos itens em prática, pode ficar tranquilo. Nós montamos o artigo Conheça 2 formas incríveis para tornar seu trabalho mais produtivo! justamente para solucionar esse problema.
  2. Se você já percebeu como é fácil aplicar o marketing digital para pequenos negócios e o que você quer é ir além, então confira nosso conteúdo sobre as 8 formas de divulgar seu site na Internet. Lá, além de ferramentas, você ainda encontra dicas de como pensar e montar uma estratégia digital completinha!

Ah, não se esqueça que estamos aqui para ajudar você a entender melhor esse universo que é o marketing digital. Por isso, se tiver dúvidas ou sugestões, basta deixar seu comentário aqui embaixo que vamos curtir muito poder ajudar você e seu negócio a alcançar o topo!

*  No vídeo, o termo usado foi “disclaimer”, mas não era o correto para a explicação. Por isso, pedimos desculpas e informamos que o correto é “anúncio”.