Se você está interessado em promover a sua empresa na internet com certeza já ouviu falar, pelo menos uma vez, sobre conteúdo para web. Isso porque o conteúdo é ponto fundamental para vários tipos de estratégias de marketing digital: SEO, e-mail marketing, marketing de conteúdo, redes sociais e muito mais.

Foi pensando em tamanha importância que o conteúdo representa para o crescimento das empresas na internet, trouxemos algumas dicas importantes para você criar um conteúdo de qualidade.

Aperte o play do vídeo acima ou leia a transcrição logo abaixo. Você é quem escolhe como prefere mergulhar junto com a gente no tema de hoje. 🙂


Opa, tudo bonzinho? Estamos aqui de novo e dessa vez para falar de conteúdo! A gente não podia deixar de falar sobre conteúdo para web, afinal ele é cada vez mais importante em nossas estratégias de marketing digital.

E como dizem por aí: “o conteúdo é rei”. Por isso a gente vai falar aqui sobre características importantes, algumas dicas, passo a passo e segredinhos para criar um bom conteúdo. Vem com a gente!

O que é conteúdo de qualidade?

A gente escuta bastante por aí as pessoas falando sobre “conteúdo de qualidade”. Essa é a primeira dica quando o assunto é conteúdo para web. Mas, afinal de contas, o que esse termo, “qualidade”, quer dizer nesse caso?

  • A melhor definição sobre conteúdo de qualidade, na nossa opinião, é um conteúdo útil e que leva uma informação de valor para o usuário que está lendo.
  • Outra definição muito bacana é que o conteúdo de qualidade é aquele que resolve um problema do leitor. Isso porque quando as pessoas estão na internet e navegando por algum site, geralmente elas têm algum problema a ser resolvido.

Por exemplo: se uma pessoa está visitando um e-commerce, o problema dela naquele momento é saber mais sobre determinados produtos. Ou quando alguém está lendo tutoriais em blogs para aprender a fazer alguma coisa. Até mesmo a busca de notícias sobre certos acontecimentos.

Logo, para criar um conteúdo de qualidade, primeiro é importante identificar qual é o problema, ou seja, descobrir quais são as carências do seu público e criar um conteúdo focado em resolver esses problemas.

Conteúdo escaneável

Também é importante que o conteúdo seja escaneável. Chamamos de “escaneável” aqueles textos pelos quais basta passar os olhos para ser possível obter uma série de informações sem precisar ler, de fato, o texto inteiro.

É claro que a gente não quer incentivar ninguém aqui a ser preguiçoso quanto à leitura! Mas quando nós estamos a procura de alguma informação na internet, costumamos ler primeiro os títulos, negritos e imagens ou qualquer informação rápida que nos dê a certeza de que aquele conteúdo é o que estamos buscando de fato.

Outro ponto importante do conteúdo escaneável é que nem sempre as pessoas querem saber tudo a respeito de determinado assunto. Como os interesses são diferentes, é bom facilitar para que o leitor consiga olhar rapidamente o seu texto e encontrar aquela parte com a informação necessária.

Por exemplo: você pode estar procurando por uma televisão para comprar, mas o seu interesse pode ser na interface, nas entradas HDMI, assuntos mais técnicos mesmo. Já outra pessoa com interesse em comprar uma televisão pode estar preocupada em saber sobre as facilidades do produto, se é smart, quais as funções, etc.

Então o resumo o que falamos nesse tópico é pensar sempre no usuário. Fazer um estudo do público-alvo, entender como ele se comporta e o que gosta mais para tentar criar um conteúdo voltado a um perfil específico. Essa dica é bem clichê, mas sempre muito válida.

SEO e Conteúdo: a dupla que anda de mãos dadas

Neste texto, a gente quer focar bastante no conteúdo em si, mas é impossível não falar de SEO nesse caso, porque os dois temas estão muito ligados. Por isso, vamos citar algumas coisas que você precisa fazer para que o seu conteúdo esteja de acordo com as boas práticas de SEO.

Conteúdo exclusivo

A primeira é garantir que o seu conteúdo seja único, exclusivo. Não importa se outras pessoas escrevem sobre o mesmo assunto, o conteúdo não pode ser idêntico. Sem essa de CTRL C e CTRL V!

E ainda há quem pergunte: ah, mas quanto posso copiar? Talvez um trecho? Não existe uma regra nem nada exato para isso. Lógico que dá para fazer citações ou usar referências que não podem ser alteradas, mas são pequenos trechos ou frases referenciadas. Copiar um conteúdo inteiro realmente não é legal.

Conteúdo com procura

Você precisa se preocupar em escrever sobre temas que as pessoas realmente estão procurando, por exemplo, as buscas feitas pelos usuários no Google.

Entender o que seu público-alvo está pesquisando e como eles buscam por essas informações são fundamentais para garantir que haja volume de tráfego dentro do seu site/blog para consumir o conteúdo.

Popularidade do conteúdo

O conteúdo é uma ótima forma de sua empresa conseguir mais popularidade e autoridade. A qualidade de um texto motiva as pessoas a compartilhar e indicá-lo em outros lugares através de links. Consequentemente o domínio do seu site ou blog vai começar a ganhar mais relevância na internet.

Isso é muito bom para SEO, porque o Google está sempre de olho na popularidade das suas páginas. Além disso, é muito bom para conquistar o leitor, transformar o conteúdo em referência no segmento e se destacar dos concorrentes.

Afinal de contas, é o conteúdo que vai reforçar a sua marca na internet. Os maiores divulgadores das empresas na internet são as pessoas, e elas só fazem isso se o conteúdo que você disponibilizou for interessante e bem feito.

O conteúdo como ferramenta de vendas

Além da divulgação, o conteúdo também atua como “vendedor”. Quando a gente vai em uma loja comprar algum produto, quem nos convence da qualidade e dos benefícios da compra é o vendedor.

Já na internet, quem tem o poder de convencimento é o conteúdo, porque é através dele que você vai explicar quais são as vantagens e do que se tratam os produtos ou serviços que sua empresa oferece.

E quando um conteúdo tem a capacidade de transmitir confiança para o consumidor que está lendo, ele se transforma em uma ótima ferramenta de vendas.

Dicas de redação

E cabe a nós reforçarmos as dicas básicas para redação, seja para textos de blog, descrição de produtos, institucionais, etc.

Introdução

Introduzir o leitor no tema que você vai abordar é o primeiro passo para começar um bom conteúdo. Trazer bastante informação já no primeiro parágrafo vale para qualquer texto.

Em jornalismo, o pessoal refere-se a isso como pirâmide invertida. E do que se trata essa teoria? Bom, o primeiro parágrafo é o ponto mais importante de um conteúdo. A pessoa tem que entrar na sua publicação, ler o início e já ter uma boa noção de tudo que vai ser dito ao longo do texto.

Logo, a parte principal do seu conteúdo é a introdução. Além de atuar como uma chamada, a introdução ainda tem que resumir muito bem tudo o que vai ser abordado ao longo do texto.

Conclusão

A conclusão também é um trecho muito importante, pois, além de finalizar o seu texto, ela é a responsável em ajudar o leitor a chegar em uma conclusão sobre tudo o que ele leu.

A formatação visual, inclusive, é indispensável para que uma pessoa consiga absorver uma conclusão. Existe um estudo chamado “padrão de leitura F”, que é uma maneira de montar um conteúdo baseado no comportamento de leitura. Isso faz com que um texto leve o leitor até o final, ou seja, até a conclusão.

O bom português

E, é claro, valorizar o “bom português”. Escrever sem cometer erros, cuidar o uso de gírias e abreviações. Essa é uma dica básica que todo mundo deve seguir. Pense que toda a credibilidade da sua marca está dentro do conteúdo dela: se escrever errado, você perderá a confiança do público.

Título

Gaste boa parte do tempo escolhendo um bom título. O título do seu conteúdo é parte fundamental porque, basicamente, é ele quem vai convencer uma pessoa a ler o texto ou acessar sua página. Por isso, atentar-se a isso., Não custa nada testar títulos diferentes para escolher o melhor.

Usar a criatividade para fazer títulos é uma boa dica. Invente títulos chamativos e diferentes. Se o tema que você escolheu para escrever é muito comum na internet, o diferencial do conteúdo vai estar no título, ele tem que chamar a atenção do usuário de alguma forma.

  • Retomando o tópico em que falamos de SEO, aqui também é importante pensar nisto: use no título a palavra-chave que você escolheu para o tema do seu conteúdo.

Frequência das publicações

Outra coisa fundamental é a frequência das publicações. Muitas vezes a gente olha blogs na internet e se pergunta porque eles fazem tanto sucesso. Grande parte deste sucesso está ligado a frequência da publicação.

É claro que, quando a gente fala em frequência, não quer dizer que tem que publicar todos os dias ou mais de uma vez por dia. Não é isso. É ter bem definido quais são os dias e horários que esse conteúdo vai ser publicado, como um cronograma mesmo.

Isso também gera uma identificação do usuário com o conteúdo. Outro jeito de melhorar essa aproximação com o leitor é sempre manter uma formatação em seus textos. Por exemplo: o tamanho do texto, como usa os subtítulos, as imagens, etc.

Resumindo: precisa ser original. O conteúdo que você cria precisa ter a cara da sua marca.

Conclusão

Para finalizar, o que podemos ressaltar é que vale muito a pena apostar em conteúdo para web se você quer ver o seu negócio crescer na internet. Você precisa estar disposto a fazer conteúdo de qualidade, não importa para qual finalidade: SEO, e-commerce, e-mail marketing, marketing de conteúdo… O importante é investir em conteúdo!


Assine o canal da Mateada no YouTube:

 

E aí, gostou de saber mais sobre conteúdo para web? Esperamos ter ajudado você com as dicas de hoje. E se brotou a vontade de saber mais sobre as estratégias de conteúdo, aqui vai duas dicas essenciais de leitura para qualquer negócio presente na internet:

Até! 🙂


Gabriela Dias
Gabriela Dias

Estudante de publicidade e propaganda, redatora na Agência Mateada e desenhista nas horas vagas. <3