Você tem um site e ele não aparece nos resultados de busca do Google? Imagino que você deve estar frustrado com isso, mas felizmente tem solução. O passo mais importante é identificar o que está causando isso. Algumas vezes o problema está ligado a um pequeno erro de configuração que pode ser solucionado com apenas alguns cliques no admin da sua plataforma. Outras vezes são questões mais técnicas que só serão resolvidas com a ajuda de um programador.

Você notou o animal que aparece na imagem que está no começo desse post? Não? O mesmo acontece com um site que não aparece no Google. Ele existe, está lá, mas quase ninguém vê. Continue lendo esse post, pois vou te ajudar a identificar e solucionar o problema com o seu site.

Antes de tudo, preciso fazer uma pergunta importante para podermos seguir em frente:

Você já cadastrou o seu site no Google Search Console? Se a resposta for não, então faça isso agora. Essa ferramenta é o principal canal entre um site e o Google. Com ela é possível fazer algumas configurações e ver informações importantes sobre suas páginas e como elas estão (ou não) aparecendo nas buscas.

Eu gravei um vídeo para o canal da Mateada no YouTube com os passos para fazer isso. O nome da ferramenta mudou. Na época que gravei o vídeo ela se chamava Webmaster Tools e agora mudou para Search Console (GSC para os íntimos 🙂 ), mas não se preocupe, o processo de cadastro continua o mesmo.

Agora que você já tem acesso à ferramenta, vamos aos próximos passos para resolver o seu problema. Listei aqui as 5 causas pelas quais um site não aparece no Google e como resolver cada uma delas.

 

1. O site está mal posicionado no ranking do Google

A primeira coisa que você precisa descobrir é se o site não aparece porque o Google ainda não conhece ele ou se suas páginas estão mal posicionadas e por isso não aparecem nas primeiras páginas de resultado.

 

Entenda como funciona a indexação do Google

Todas as páginas que aparecem nos resultados de busca foram previamente rastreadas e indexadas (arquivadas) pelo Googlebot. É importante que você entenda essa parte para que todo o resto faça sentido.

O Googlebot é um software, popularmente chamado de robô, que visita as páginas publicadas na Internet e arquiva elas em um banco de dados do próprio Google. Mais tarde, quando alguém fizer uma pesquisa, o sistema irá consultar o próprio banco de dados e exibir os resultados com base no que ele possui de informação. Ou seja, as suas páginas só aparecerão nos resultados se o Google tiver arquivado elas. Esse processo é chamado de rastreamento.

 

Faça uma busca usando o site

Para saber se o Google já rastreou e arquivou uma página do seu site e fácil. Você pode usar o operador de busca “site” e consultar na própria pesquisa do Google.

No campo de busca digite [site:+endereço do site] – Exemplo: site:blog.mateada.com

Quando você fizer essa busca o Google irá exibir todas as páginas que ele já rastreou e já arquivou desse site. Veja na imagem abaixo o resultado para a minha pesquisa de exemplo.

Mateada aparecendo nas buscas do Google
Resultado de busca para site:blog.mateada.com

 

A busca não retornou resultado

Sua pesquisa – site:seusite.com – não encontrou nenhum documento correspondente.

Você deve ter visto essa mensagem como resultado para a sua busca. Isso significa que o Google não arquivou nenhuma página do seu site. Nesse caso, continue a leitura que vou te mostrar como fazer o Googlebot visitar o seu site.

 

O Google conhece as páginas do site, mas elas não aparecem na busca natural

Se você fez a busca usando o operador “site” e o Google listou algumas páginas do seu site isso significa que ele já rastreou e arquivou suas páginas. Nesse caso você tem um problema de otimização do site e, para começar a aparecer melhor no ranking, será necessário ajustar alguns pontos.

Fatores técnicos que permitem entender uma página, a qualidade do conteúdo publicado nela e a popularidade, tanto da página como do site como um todo, são os 3 fatores considerados pelo Google para definir quais páginas aparecem bem posicionadas no ranking.

Esse espaço seria muito pequeno para te ensinar a otimizar um site. Se você tem interesse em aprender, leia mais conteúdos sobre SEO aqui mesmo no blog da Mateada ou leia um livro sobre o assunto. Eu indico o livro A Arte de SEO.

Você também pode contar com o serviço de uma agência especializada em SEO, como a Mateada, por exemplo.

 

2. O site é novo e o Google ainda não rastreou ele

Esse é, sem dúvidas, o caso mais comum. O site foi publicado recentemente e o Googlebot ainda não sabe que ele existe. Existem algumas formas de acelerar isso.

 

Como o Google chega nos novos sites?

Após visitar uma página e arquivá-la o Googlebot irá visitar outros links que ele encontrar nessa página para fazer o mesmo processo. Dessa forma o robô vai navegando, de página em página, para manter atualizada a sua base de dados.

Googlebot

Essa é a forma mais comum e mais eficiente de uma página ser encontrada pelo Googlebot, porém não é a única.

 

Conseguir um link em uma página que o Google já indexou

Considerando que o Googlebot navega pela internet através dos links que ele encontra, uma boa forma de fazer ele chegar até o seu site é conseguindo um link para ele em uma página que o Google já conheça.

Você conhece alguém que tenha um blog ou site que já aparece no Google? Fale com o dono ou responsável por ele para que seja publicado um link para uma de suas páginas.

 

Compartilhar páginas do site em redes sociais

Redes sociais também são rastreadas pelo Googlebot desde que o perfil esteja público. Compartilhe suas páginas no Twitter, Facebook ou Google Plus. Dessa forma o robô poderá encontrar o seu link quando estiver rastreando essas redes.

 

Submeter o site no Google Search Console

O Google possui um formulário para incluir página, mas não recomendo que você use esse recurso. Enviar suas páginas através do Search Console é mais rápido e você consegue fazer isso em maior quantidade.

Ao entrar no Search Console você verá no menu esquerdo o item Rastreamento e, ao clicar nele, verá outras opções. Clique em Buscar como o Google.

Nessa página você poderá incluir uma página qualquer do seu site e, ao fazer a busca, o Google irá rastrear ela e exibir o resultado. Depois de rastrear a página aparecerá na listagem abaixo e você verá um botão para Solicitar Indexação. É só clicar nele, responder se quer rastrear somente essa página ou o site todo e pronto, sua página será arquivada pelo Google e logo estará aparecendo nas pesquisas.

 

3. O robots.txt está bloqueando o Googlebot

O robots.txt é um arquivo em texto que fica na raiz do site e serve para indicar quais partes do site não podem ser rastreadas pelos mecanismos de busca.

Muitos desenvolvedores usam esse recurso para impedir o rastreamento das páginas enquanto o site ainda está em desenvolvimento, o problema é que, às vezes, eles esquecem de remover a restrição quando o site é publicado. Se acontecer isso, o site não aparecerá no Google até que alguém remova essa restrição.

 

Como ver o robots.txt de um site?

É possível ver o conteúdo do robots.txt de qualquer site. Basta digitar o endereço do site no navegador seguido do nome do arquivo.

Veja o robots.txt do blog da Mateada: https://blog.mateada.com/robots.txt

Importante! Se o site não tiver um arquivo robots.txt publicado esse endereço irá apontar para uma página de erro. Se isso acontecer, o rastreador irá considerar que todas as páginas desse site podem ser rastreadas.

Depois de acessar o arquivo procure por uma linha igual a essa:

Disallow: /

Se você encontrar isso no seu arquivo, então você acabou de achar a resposta para o fato do seu site não aparecer nas buscas. Essa linha significa que o robô não tem permissão para rastrear suas páginas. Agora você precisa mudar isso.

E se não encontrar essa linha ou o arquivo não existir? Então você deve seguir para o próximo tópico 🙂

 

Como editar o conteúdo desse arquivo?

Você pode editar o robots.txt em qualquer editor de texto simples, como o bloco de notas. Porém, para conseguir publicar ele, você precisará ter acesso ao FTP do site.

Minha sugestão é que você entre em contato com o desenvolvedor ou suporte do site. Ele saberá resolver esse problema. Aproveite e indique a leitura dessa página com todas as instruções de como criar um arquivo robots.txt de forma correta.

 

4. A meta tag robots está impedindo a indexação

Meta tags são elementos HTML presentes no código-fonte de uma página. Elas servem basicamente para passar informações sobre o site para os buscadores.

Existem algumas meta tags reconhecidas pelo Google. Uma delas é a meta tag robots. Com ela é possível solicitar ao robô de busca que não arquive a página e, por consequência, não exiba ela nos resultados de busca.

Essa meta tag funciona de forma bem parecida com o robots.txt que vimos no tópico anterior.

 

Como encontrar essa tag em uma página?

Para encontrar essa tag você precisará acessar o código-fonte da página. Mas não se preocupe, isso é muito fácil. Se estiver usando o Chrome basta pressionar as teclas Ctrl + U ou ir pelo menu Visualizar > Desenvolvedor > Exibir o código-fonte. Há ainda outra forma: clique com botão direito do mouse e, em seguida, no item Exibir código-fonte da página.

Nessa aba nova que abrirá você verá o seu código-fonte. Pressione as teclas Ctrl + F para abrir o campo de pesquisa e digite noindex.

Veja se você encontrou uma linha parecida com essa:

<meta name="robots" content="noindex" />

Se você encontrar, então isso é provavelmente o que está impedindo suas páginas de aparecerem nas buscas e você precisará mudar o conteúdo dessa tag. Por outro lado, se você não encontrar, significa que esse não era o problema.

 

Como alterar o conteúdo de uma meta tag?

Alterar o código-fonte de uma página requer conhecimento em HTML. Para fazer essa alteração eu sugiro fortemente que você procure a ajuda de um programador, pois qualquer erro pode desconfigurar suas páginas ou até mesmo tirar o site do ar.

Algumas plataformas de e-commerce ou CMSs como o WordPress, por exemplo, possuem recursos nativos que incluem essa tag automaticamente no código-fonte. No WordPress você encontrará isso no menu Configurações > Leitura. Nessa página, procure pela opção “Evitar que mecanismos de busca indexem este site”. Se ela estiver marcada, basta desmarcar, salvar e pronto, seus problemas estão resolvidos.

Meta tag robots com noindex no WordPress

Agora, se você procurou pela tag e não a encontrou, significa que esse não era o problema e agora só restou mais um tópico. E, sinto informar, mas é o pior de todos.

 

5. O site recebeu uma punição do Google

Acredite, eu torci muito para você não chegar até aqui. Se você está lendo esse tópico é sinal de que os outros não funcionaram e agora só resta esse e isso não é nada bom.

O Google possui algumas Diretrizes de Qualidade e infringir alguma dessas diretrizes pode causar uma punição que varia entre a perda de algumas posições até a exclusão completa do site.

Se esse for o seu caso, será preciso ajustar o site para que ele volte a ficar de acordo com as diretrizes e fazer um pedido de reconsideração para o Google.

 

Ver se existem punições no Google Search Console

É possível consultar o Search Console para ver se há alguma punição, porém nem sempre elas são exibidas nesse painel.

Existem dois tipos de punição: uma delas é a punição aplicada por um algoritmo. Isso significa que foi um software que identificou a infração e aplicou a punição. A outra é a punição manual. Nesse caso, algum funcionário do Google analisou suas páginas e encontrou algo errado.

No Search Console você poderá ver as Ações Manuais. Para isso, entre no painel, clique no item Tráfego de Pesquisa e em seguida em Ações Manuais. Se existir alguma penalização manual ela aparecerá nessa página. Caso contrário, será necessário fazer uma análise profunda das suas páginas em busca do problema.

Você pode infringir as diretrizes de qualidade por conta de algumas ações, como:

  • Você contratou uma agência ou consultor de SEO e foram aplicadas técnicas de otimização que não são bem-vistas pelo Google;
  • Você ou o desenvolvedor, por falta de conhecimento das diretrizes, aplicaram alguma técnica, mesmo sem querer, que não é permitida pelo buscador;
  • Seu site foi invadido e contém códigos maliciosos;
  • Existem muitos links de sites de spam apontando para o seu.

 

Diretrizes de qualidade do Google

Você precisa dedicar algumas horas de estudo para aprender sobre as Diretrizes de Qualidade do Google e fazer uma revisão geral do site para identificar os problemas. Para aprender um pouco mais sobre as punições do Google, leia essa página sobre o Relatório de Ações Manuais.

 

Conclusão

Agora que já identificou o problema do site não aparecer nos resultados de busca, você já pode começar a pensar no próximo passo. Aprenda mais sobre Otimização de Sites com nossos conteúdos aqui no blog ou conte com a apoio da Mateada com uma consultoria de SEO.

E quanto ao animal da imagem, conseguiu achar? Aqui está uma imagem que destaca a posição dele.

Gostou desse conteúdo? Escreva um comentário contando a sua experiência e o resultado que você conseguiu atingir com as minhas dicas.