Desde que o Instagram parou de mostrar as publicações do feed em ordem cronológica, em 2016, e passou a utilizar um algoritmo, muitos usuários vinham descontentes com a mudança. Até então ninguém entendia totalmente qual era o novo critério de seleção do feed, mas em junho de 2018 a equipe do Instagram realizou uma conferência com repórteres convidados em seu escritório, em São Francisco, na Califórnia (EUA), para explicar como funciona o algoritmo da rede social.

Quem fez a apresentação dos critérios usados foi Julian Gutman, Product Lead do Instagram. O que foi dito é que os métodos de classificação do feed são baseados em três pilares: interesse, publicações novas e relacionamento.

Com base na notícia publicada pelo TechCrunch sobre o assunto, hoje vou falar melhor das características reveladas sobre o algoritmo do Instagram e mostrar o que você pode fazer para se posicionar bem em cada um dos critérios.

1 – Interesse

O primeiro ponto que foi falado na conferência é que o algoritmo leva em conta o histórico de interesses dos usuários (curtidas, compartilhamentos, comentários) em publicações de fotos ou vídeos. Ou seja, o Instagram analisa como cada usuário engaja com as publicações que aparecem no seu feed.

Assim, o algoritmo leva em consideração esse histórico para selecionar, em tempo real, e ordenar no feed as publicações que podem ser mais interessantes para o usuário.

  • Exemplo: eu costumo curtir e comentar em postagens sobre cachorros, ou seja, mais de uma vez eu já engajei com postagens relacionadas a animais e petshops. Consequentemente, mais sobre isso chega ao meu feed diariamente.

Como gerar interesse em suas publicações do Instagram

Separamos algumas dicas de práticas que ajudam a conquistar mais interesse dos usuários. É claro que elas valem para qualquer pessoa que tem Instagram, mas se você tem um perfil para a sua marca, elas se tornam indispensáveis. Confira:

Analise as publicações mais relevantes

O “relevante” que eu quero dizer aqui vai depender muito do que você traçou como objetivo para o perfil da sua marca no Instagram. A relevância das suas publicações pode ser medida com base no número de curtidas, comentários, compartilhamentos, itens salvos ou outras ações que a rede social possibilita.

Como eu sou uma das pessoas envolvidas com as redes sociais da Mateada, vou trazer aqui o exemplo do nosso Instagram. Os dados para os quais eu costumo dar mais atenção são: número de curtidas e de publicações salvas.

O ideal é fazer um balanço entre os dois já que as curtidas costumam atrair mais gente nova para o nosso perfil, porém as pessoas que salvam uma publicação demonstram um interesse muito maior em nosso conteúdo e, consequentemente, na agência.

Então, sugiro que você comece a pôr em prática essa dica: abra sua conta no Instagram e vá nas opções de análise de dados. Lá, você escolhe qual dado quer saber sobre as publicações e em que espaço de tempo. Olha só:

Instagram Insights

Depois de selecionar quais foram as suas publicações mais relevantes, comece a pensar quais outras você poderia fazer na mesma linha de assunto ou tema. A ideia é explorar a fórmula do que já está dando certo para repeti-la mais vezes e, com isso, atrair mais interesse entre os usuários (sendo eles seus seguidores ou não).

Crie posts com conteúdo atraente para seu público

O marketing de conteúdo também pode ser aplicado nas redes sociais e o Instagram é uma das mais interessantes para fazer isso, pois o foco é criar conteúdo rápido mas que seja de grande ajuda para os seus seguidores.

O objetivo dessa estratégia é despertar o interesse do seu público sendo útil para ele, ou seja, criar publicações que ajudem seus seguidores a resolverem dúvidas e curiosidades e até solucionar problemas.

Mas como fazer isso? A minha dica é que você leia o conteúdo que fiz sobre como criar conteúdos em redes sociais que gerem interesse nos usuários, justamente por serem publicações de grande valor para eles.

Dica importante: muitas marcas utilizam as redes sociais para publicar promoções e falar sobre produtos, o que não está errado quando o objetivo final é vender algo. Mas o ideal é não publicar somente isso.

Publicações “estilo vitrine” não agregam valor ao seu público, somente para aqueles que já estão em estágio de decisão de compra (e, ainda assim, eles podem escolher outra marca somente pelo fato de ela publicar assuntos mais interessantes).

Para saber a dosagem certa de quais publicações criar, siga a fórmula do 70/20/10:

A post shared by Agência Mateada (@mateada) on

Disponibilize materiais para download

Conteúdos para download (e-books, cartilhas, manuais, etc) são uma ótima maneira de conseguir mais engajamento do público, já que você estará fornecendo um material completo sobre o assunto que eles estão buscando.

Isso também é muito bom para o seu site ou blog, pois o Instagram pode ser mais um meio de atrair leads para a sua estratégia de marketing, que são as pessoas que vão preencher um formulário para baixar o material.

Publique notícias e novidades

Ajude seus seguidores a estarem sempre por dentro do que acontece, principalmente no que diz respeito a novidades relacionadas ao segmento do seu negócio. Assim é mais fácil de conquistar curtidas, comentários e compartilhamentos, já que esses são temas que provavelmente vão despertar interesse e curiosidade imediata do seu público.

Curta e comente nas publicações alheias

Pode não parecer, mas o fato de você engajar com uma publicação alheia no Instagram pode aumentar as chances desse usuário retornar a sua ação, visitar o seu perfil e conferir suas publicações, curtir, comentar e até seguir sua página.

Um exemplo disso foi o próprio Neil Patel quem falou: “Para cada cem curtidas que dei em fotos aleatórias de outros usuários (que eu não seguia), eu gerei 21,7 curtidas em minhas fotos e ganhei mais 6,1 seguidores. Eu não tive de seguir as pessoas de volta para que isso funcionasse”.

2 – Publicações recentes

Outro critério do algoritmo do Instagram que foi destacado na conferência é o tempo decorrido desde que algo foi publicado. Ou seja, os posts mais recentes têm prioridade em relação aos mais antigos, principalmente os que já passaram de uma semana desde a publicação.

Observação: o Instagram também leva em conta quanto tempo um usuário passa no aplicativo. Logicamente, quem fica mais de horas conferindo as publicações têm mais chances de receber conteúdos mais “antigos” (não passando de uma semana).

Da mesma forma, para quem acessa o Instagram muitas vezes ao dia (mesmo que apenas para dar uma “olhadinha”), a tendência é que visualize sempre conteúdos diferentes, dentro do critério de novidade (post recente) e interesse.

Como estar sempre presente entre as publicações recentes

Não há muito como fugir: para estar presente entre as publicações, é preciso ter uma frequência de postagens. Mas, como você deve ter percebido acima, é importante encontrar um equilíbrio. Afinal, se você publicar com pouca frequência, suas publicações mais antigas vão estar lá no fundo do feed. E, por outro lado, se ficar publicando muitos posts seguidos no mesmo dia, pode ser que eles não apareçam para todos os usuários.

Parece complicado, mas não é! Olha só as dicas que eu separei para você:

Crie um cronograma de postagem para seu Instagram

Esse é o método do algoritmo mais fácil de otimizar no seu perfil: basta tirar um tempo para organizar suas ideias e criar um cronograma de postagens para toda semana/mês.

Com uma frequência de publicações você consegue garantir que pelo menos os novos conteúdos estarão sendo entregues a um bom número de usuários.

Outra ideia válida é publicar, no primeiro dia de cada mês, uma postagem em carrossel que mostre os conteúdos mais curtidos do mês anterior, assim aproveitando todos eles novamente. Exemplo:

A post shared by Agência Mateada (@mateada) on

Melhores horários de publicação

Um jeito de garantir que o seu conteúdo “quentinho” irá ser entregue para o maior número de seguidores possível é aproveitando os horários com mais acessos. Assim, você publica um pouco antes desse horário-chave e seu post vai ter um alcance melhor.

Várias análises de horários para postar no Instagram já foram feitas, como as reunidas neste post no blog do AdEspresso, em que foram identificados alguns padrões. Mas o melhor mesmo é você coletar informações reais sobre o comportamento do seu público. O próprio Instagram oferece dados sobre os seguidores do seu perfil, como idade, de onde são, etc, e também os dias e horários que mais acessam. Mas atenção: essa opção só está liberada para quem tem um perfil de marca.

Instagram Insights Followers
Colocamos aqui como exemplo os dados sobre o público que segue o perfil da Mateada no Instagram. Como você pode ver, o dia que tem mais acessos é a terça feira e o horário de pico é entre as 12h e as 21h. Portanto, um post nesse dia e horário é ideal para impactar mais pessoas ainda!

Feito isso, outra dica é buscar ter uma visão mais geral sobre o comportamento do seu público. Para isso, uma opção é acessar o relatório de horários em que seu público está mais ativo e interagindo com a sua página no Facebook. E até mesmo pelos dados do Google Analytics é possível ter alguns insights bacanas sobre horários e dias de publicação de acordo com os acesso ao site da sua marca.

3 – Relacionamento

O último critério do algoritmo do Instagram que foi falado na coletiva é o relacionamento entre o usuário e o perfil que publicou o conteúdo. Isso quer dizer que algumas interações são levadas em conta nessa história:

  • Se o usuário já marcou o seu perfil (nos comentários ou fotos) alguma vez;
  • Se sua marca já foi marcada em algum stories;
  • Check-ins em estabelecimentos cadastrados no Instagram;
  • Usuários que entraram em contato pelo direct;
  • Fotos ou vídeos mostrando seu estabelecimento, produtos ou serviços;
  • Entre outros.

Como conseguir um bom relacionamento no Instagram

Um jeito de conseguir um bom relacionamento entre os usuários e a sua marca no Instagram depende muito da qualidade dos conteúdos que você posta lá e o quanto sua empresa valoriza a experiência do usuário.

Algumas sugestões para cada caso:

Estabelecimentos: a dica que vou dar aqui serve para qualquer tipo de negócio em que o cliente vá até seu estabelecimento. A decoração e qualidade do lugar e do produto é muito importante, principalmente se houver algo que desperte o interesse nas pessoas em tirar fotos ou gravar vídeos para o feed e para o stories também. Exemplo:

Instagram Royal Trudel
A Royal Trudel é um estabelecimento que oferece um produto que desperta desejo e cumpre com sua promessa; por isso, conquista muitas fotos no Instagram publicadas por seus clientes. Além disso, a unidade de Gramado proporciona um coração para quem os visita tirar fotos no lugar!

E-commerce: uma dica para as lojas virtuais é proporcionar uma boa experiência ao consumidor na hora de abrir o pacote recebido, que pode ser tanto uma embalagem especial quanto um recado junto ao produto. Exemplo:

Birchbox Unboxing
No exemplo trouxe a Birchbox, uma marca de assinatura mensal de box de maquiagem. No geral, as marcas desse segmento são focadas em oferecer a melhor experiência no unboxing, o que gera muito engajamento entre os consumidores.

Serviços: nesse caso, o jeito de conseguir um bom relacionamento é oferecendo atendimento atencioso ao cliente, principalmente quando eles estão com dúvidas ou com algum problema. Uma ação mais atenciosa pode fazer diferença, como no exemplo abaixo:

Nubank
NuBank enviou um “mimo” ao cliente que solicitou o desbloqueio do seu cartão e fez uma brincadeira: se fosse possível desbloquear o Pokémon Go no Brasil também — que na época ainda era lançamento em outras partes do mundo.

Algumas considerações finais:

Nessa mesma conferência também foram esclarecidas algumas “teorias” que ganharam força entre os usuários, que o Instagram confirmou não influenciar em nenhuma ação, como:

  • O Instagram não oculta nenhuma publicação no feed dos usuários. Se continuarem rolando para baixo, terão acesso no feed a todas as publicações de quem seguem.
  • O algoritmo não favorece nenhum formato de conteúdo, como vídeos ou fotos, na classificação do feed. Porém, se o usuário engaja pouco com vídeos, consequentemente menos conteúdos neste formato serão entregues a ele.
  • O Instagram não favorece usuários por usarem Stories, Ao Vivo ou outros recursos, para melhor classificação do feed.

Algoritmo do Instagram: não há mistério!

Agora que finalmente podemos ter certeza sobre três critérios que o algoritmo do Instagram usa para a entrega de conteúdo, observe uma coisa: não há mistério algum, já que com práticas essenciais do marketing digital, planejamento e gestão de redes sociais a sua marca consegue conquistar mais espaço nessa plataforma!

Mas como esse assunto gera bastante dúvidas, não fique acanhado e deixe seu comentário para nós com suas questões, opiniões e sugestões de temas relacionados ao Instagram. Estamos aqui para aprender junto com você!

Referência:
https://techcrunch.com/2018/06/01/how-instagram-feed-works/


Gabriela Dias
Gabriela Dias

Estudante de publicidade e propaganda, redatora na Agência Mateada e desenhista nas horas vagas. <3