WordPress é um CMS, ou sistema de gerenciamento de conteúdo, usado inicialmente para criação de blogs.

Hoje eu vou falar um pouquinho sobre o melhor amigo de muitos profissionais de marketing e de todo mundo que já precisou criar um site por conta própria: o WordPress.

O WordPress é a plataforma de criação e gestão de sites mais usada no mundo. Seu sistema é um dos mais fáceis e práticos, com diversas ferramentas de edição e de monitoramento. Isso além dos famosos plugins (é claro!), dos quais vou falar logo mais.

Depois de escrever esse post, vi que ele ficou quase como um FAQ, até porque usei as dúvidas mais comuns sobre o assunto entre nossos clientes. Por isso, hoje você vai terminar esta leitura com muito mais clareza sobre o que é o WordPress, começando pela definição da plataforma até chegar aos plugins e suas funcionalidades.

Olha aí o resumo:

  • WordPress é um CMS?
  • WordPress só cria blog?
  • WordPress é seguro?
  • Qual a diferença de WordPress.org e WordPress.com?
  • O que são os plugins do WordPress?
  • Concluindo: pega esses 15 motivos para usar o WordPress 🙂

 

Então, boa leitura! Espero que você também se apaixone pelo WordPress, assim como nós aqui na Mateada. 🙂

 

WordPress é um CMS?

Sim, o mais usado no mundo!

Quando falo de CMS, me refiro a Sistemas de Gestão de Conteúdo (Content Management System, em inglês). É essa tecnologia que permite criar sites e gerenciar os conteúdos das páginas sem depender exclusivamente de programação, tornando tudo mais fácil e prático para qualquer pessoa.

E olha só como anda o ranking das 10 plataformas de CMS mais usadas no mundo (até Abril/2020):

WordPress é o CMS mais usado no mundo
Para ver o ranking completo, clique aqui!

Como deu pra perceber, o WordPress é o líder disparado desse ranking. E qual é o segredo por trás de tanta popularidade? A resposta é tão simples quanto o próprio WordPress:

Ele é grátis, fácil de instalar e usar, amigável para SEO, tem vários temas e plugins disponíveis e é seguro — embora alguns teimosos achem que não —, porque possui muitos anos de mercado e, principalmente, uma comunidade de usuários e colaboradores apaixonada e engajada. 🙂

 

Ok, Gabi, mas o que é um CMS?

Como eu disse lá no início, o CMS é um sistema para gestão de conteúdo. Ou seja, são plataformas online que permitem que você crie um site e gerencie tudo nele de forma muito prática, fácil de aprender (alguns são bem intuitivos) e rápida de colocar “no ar”.

Sem aquela necessidade de depender de um programador para tudo, sabe?

Como as plataformas de CMS possuem essa característica de facilidade de atualização de conteúdo, elas são indicadas para sites que passam por mudanças frequentes. Por exemplo: os blogs, que precisam constantemente publicar novos conteúdos, e até e-commerces, que mudam frequentemente suas informações.

 

WordPress só cria blog?

Não! 

Essa constatação ocorre porque o WordPress começou com o extinto B2 Cafelog, que era uma plataforma exclusiva para desenvolvimento de blogs, criada por Matt Mullenweg e Mike Little em 2001.

Depois, em 2003, esse projeto foi deixado de lado para focar em um outro relacionado: a primeira versão do WordPress, que nasceu em 2004 e ainda era pensada para ter os blogs como seu foco principal.

Como a alma do WordPress é a comunidade, que está sempre adicionando melhorias ao sistema, os usuários perceberam que muitas pessoas estavam criando alternativas para realizarem o desenvolvimento de sites (páginas estáticas) na plataforma.

Foi assim que o WordPress começou a se moldar no que conhecemos hoje: uma plataforma que permite que o criador faça o que quiser, seja site institucional, landing pages, blog, loja virtual, rede social e mais.

 

WordPress é seguro?

Mais seguro que WordPress, só antivírus!

Outro papo que rola por aí é que o WordPress é inseguro, mas isso não é verdade. A insegurança só acontece se você não faz duas coisas regularmente: atualizar a versão do WordPress e fazer a manutenção necessária no seu site.

E aí vai uma dica: esses cuidados constantes devem ser aplicados a tudo que você usa no seu computador. Se não, dá ruim. É como a atualização das definições do antivírus! 🙂

Qualquer sistema que não tenha revisão e manutenção fica na mesma classificação dos inseguros. Além disso, o motivo de um sistema ser inseguro pode ser a própria pessoa que o usa, como quando os administradores de um site fazem o login em um computador que esteja infectado com aqueles vírus que “roubam” senhas, por exemplo.

Viu como o “inseguro” tem muito mais a ver com você do que com o WordPress?

 

Qual a diferença entre WordPress.org e WordPress.com?

Criar uma conta no WordPress não é difícil, mas algumas coisas podem confundir sua cabeça, como os endereços WordPress.com e WordPress.org. Qual a diferença entre os dois?

 

O que é o WordPress.org?

O WordPress.org é a escolha para quem pretende criar blogs e sites profissionais, como páginas corporativas. Para usar o WordPress.org, é necessário fazer o download e instalação do CMS do WordPress, com o código aberto que permite criar e gerenciar um site da maneira que o criador bem entender.

O download e instalação são gratuitas, mas será preciso investir em um domínio próprio, assim como na hospedagem do site.

 

E o que é o WordPress.com?

O WordPress.com é a opção para aqueles que querem ter uma página “sem compromisso” na internet. Essa é a plataforma online do WordPress, inclusive com uso gratuito de endereço (nomedoseusite.wordpress.com). Só que, apesar de criar um site rápido, o WordPress.com oferece recursos bem limitados.

 

O que são os plugins do WordPress?

Sabe aquelas entrevistas de trabalho que você já fez e te perguntaram: “qual é o seu diferencial?” Se fizessem essa pergunta para o WordPress, ele responderia: “meus plugins!”.

Hoje dá para fazer praticamente tudo no WordPress sem saber uma linha de código de programação. Isso porque há uma infinidade de plugins com diferentes finalidades: para personalizar o layout do site, inserir funções, analisar dados e várias outras coisas.

Aqui vão alguns exemplos bem populares por lá:

 

Yoast SEO

O Yoast SEO identifica oportunidades de otimização de SEO para as páginas do seu site. Isso inclui análise de palavras-chave e legibilidade, tags e titles, redes sociais e outros recursos.

E se você tem blog, eu super indico essa leitura: como otimizar seus posts com o plugin SEO By Yoast.

 

Contact Form 7

Bem simples e prático de usar, o Contact Form 7 serve para inserir formulários de contato em seu site. Inclusive, o WordPress não oferece a opção de formulários sem ser com plugins.

 

Akismet Anti-Spam

É um plugin que funciona como “filtro de spam” graças a seu banco de dados e inteligência artificial. O Akismet consegue bloquear comentários maliciosos, movê-los para análise ou aceitá-los quando não há nada suspeito.

 

Jetpack

O Jetpack é, na verdade, um pacote com várias funcionalidades diferentes: são temas, ferramentas de personalização, otimização de carregamento, integração em mobile, estatísticas, ferramentas para análise, botões de pagamento, entre outras opções.

 

Tem plugin até para criar loja virtual!

Essa é para o pessoal que trabalha com e-commerce ou planeja ter o seu em breve.

Eu falei lá no início desse texto que o WordPress possibilita criar de tudo, não é? Sei o quanto é difícil estruturar, criar do zero e manter uma loja virtual.

Mas existe até plugin que transforma o WordPress em uma loja virtual, como o WooCommerce. Inclusive, alguns outros plugins implementam diversas funcionalidades na sua loja:

  • Ecwid Shopping Cart: incorpora vários recursos ao seu e-commerce, como app para gestão das vendas, integração com empresas de frete e meios de pagamento.
  • Easy Digital Downloads: nem todo e-commerce comercializa produtos físicos, não é mesmo? Para lojas que vendem produtos virtuais (como cursos online, por exemplo), esse plugin adiciona funcionalidades pensando nessa característica específica.

Ah, e é claro que tem muito mais plugins com tudo o que você possa imaginar! Por isso, a minha dica é dar uma passada na página de Plugins do WordPress. 🙂

 

Concluindo: pega esses 15 motivos para usar o WordPress!

Fica mais fácil enxergar as qualidades de algo quando elas estão listadas e claras. Então, eu fiz uma lista com 15 motivos que fazem o WordPress ser o melhor candidato para você usar para criar seu site.

Se quiser, use essa lista para convencer outras pessoas (sua equipe? Seu gerente?) a usarem essa plataforma.

  • Possui interface intuitiva para uso;
  • Sua estrutura é amigável para SEO e mecanismos de busca;
  • É possível personalizar o layout com widgets, sem precisar mexer nos códigos de programação;
  • Traz opções de criação de páginas estáticas para sites institucionais;
  • Facilita o processo de criar, agendar e editar posts para o site/blog;
  • Permite a formatação e estilização dos textos com painel estilo Word;
  • Possibilita o upload de arquivos de mídia, como imagens, vídeos e áudios;
  • É possível adicionar uma equipe de administradores e múltiplos autores;
  • Estão disponíveis tanto temas gratuitos quanto pagos;
  • É possível gerenciar mais de um site;
  • Permite interação com os visitantes através de comentários;
  • Comporta a criação de páginas, tags, menus e categorias;
  • Possui código aberto, característica valiosa para quem tem noções de programação;
  • Possibilita a importação e exportação de dados de outras plataformas;
  • E, é claro, ainda tem os plugins!

Deu para perceber que o tanto que se fala em WordPress não é à toa. Esse CMS é muito bom mesmo e facilita, principalmente, a vida de pessoas leigas e que precisam criar um site por conta própria.

E a melhor parte: uma infinidade de plugins, os grandes responsáveis por fazer do WordPress prático e útil para qualquer tipo de negócio e função!

Então, sem dúvida nenhuma eu indico o WordPress para todo mundo que pretende criar seu próprio site. 🙂 E se o seu interesse for específico em blogs, ainda deixo dois artigos bem completos para ajudá-lo nessa missão:

 

Autor

Publicitária de formação, marketeira de coração. Amante de livros, séries coreanas e outras coisinhas mais nerds. :)

Escreva um comentário

Pin It