Todo mundo tem uma espécie de ritual de fim de ano, não é mesmo? Um deles, que é bem comum, é reservar um tempo para olhar para o ano que passou e analisar tudo o que aconteceu, tanto no aspecto positivo como no negativo. Pode até parecer meio clichê, mas isso pode ajudar a identificar onde você acertou, e pensar como continuar fazendo nesse caminho, assim como também para entender o que poderia ter feito melhor – e fazê-lo no ano que inicia.

Mas, na nossa opinião, o exercício mais legal de todos é reunir esses insights e tentar olhar para o que vem pela frente. Com isso, é possível já começar a traçar um caminho em direção aos seus objetivos. E se o que você deseja para o ano seguinte tem a ver com o Marketing Digital (seja aprender mais sobre o assunto ou mesmo realinhar as suas estratégias), não há nada melhor do que saber a opinião de quem entende no assunto!

Pensando nisso, selecionamos alguns profissionais de diversas áreas relacionadas ao Marketing digital e pedimos que eles nos contassem quais são as suas previsões sobre o mercado para 2018. As opiniões deles você confere abaixo!

Jefferson Midei

Mentor de Equipes de MarketingSite pessoal

“Para 2018, eu acredito que teremos muito mais novidades em termos de inteligência artificial e automação de chatbots… Acho que, sinceramente, ouviremos muito falar de realidade virtual e realidade aumentada, mas não vejo muitos negócios usando isso de forma contínua e corriqueira.

Por outro lado, apesar de todas as previsões apocalípticas sobre o fim do uso do e-mail, eu acredito que ele continuará firme e forte, ainda mais quando a automação de e-mail marketing se aliar à inteligência artificial, segmentando dinamicamente os conteúdos para que eles se tornem cada vez mais atraentes para quem os recebe por e-mail!”


Felipe Morais

Especialista em Planejamento Estratégico Digital. Sócio das consultorias FM Consultoria em Planejamento e Shark Strategy

“Um assunto que ganhou muita força no 4º trimestre de 2017 foi a transformação digital onde, basicamente, ou as marcas começam a enxergar a Internet como um parceiro de tecnologia e integração de canais, ou vão morrer no post patrocinado da rede social ou no uso de influenciadores.

Acredito que o conceito “transformação digital” é o elo para ligar todos os conceitos que estamos vendo até o momento, mas que ficam apenas no discurso e nas palestras, como Omnichannel, Internet das Coisas, Mobilidade e por aí vai. Até engraçado falar de mobile em 2018, mas quando, no fim de 2017, apenas 18% das empresas possuem iniciativas mobile, sim, ainda, infelizmente, no Brasil, mobile é uma tendência. Uma pena.”


Léo Cabral

Especialista em Marketing DigitalSite pessoal

“Inteligência artificial: essa é a palavra-chave para 2018. A inteligência artificial já vem sendo usada por grandes empresas para campanhas mais direcionadas e assertivas e agora está disponível para as pequenas e médias empresas.

O seu uso mais comum é no desenvolvimento de robôs direcionados a vendas e atendimento, mas algumas empresas já estão usando essa mesma inteligência para identificar produtos e serviços que possam interessar a prospects e clientes, oferecendo a eles o produto certo, no momento certo. Aumentando, assim, a conversão e diminuindo os custos. Nos últimos meses o número de aplicações que usam a inteligência artificial de empresas como a IBM, por exemplo, se multiplicou e definitivamente essa será uma grande tendência e uma grande realidade em 2018.”


Luciano Larrossa

Especialista em anúncios de Facebook.

“No Facebook, como é habitual, várias mudanças vão acontecer. Lives com várias pessoas e nas quais os participantes possam entrar serão algo comum. A parte dos anúncios ficará mais transparente com o Facebook permitindo que vejamos os ads da concorrência.

Além disso ainda temos o WhatsApp, que receberá uma versão business e os anúncios vão começar a proliferar por lá. Por último, acho que os chatbots também poderão evoluir e melhorar a experiência de quem usa, tornando-a mais inteligente e menos robótica.”


Cristina Zanoni

Especialista em Links Patrocinados, sócia da Mateada

“Eu tenho notado ano a ano o aumento do controle do Google, Facebook e outras plataformas para que os anúncios e conteúdo sejam verdadeiros e agreguem valor ao usuário.

É tempo de fortalecer o trabalho com audiências de nicho, conhecer profundamente o cliente e entregar valor. Entender o seu diferencial para o cliente e estar presente em diversas mídias online também faz parte deste processo.”


Maurício Salvador

CEO da ComSchool

“As estratégias de Marketing Digital para e-commerce vão ganhar mais um canal em 2018, após a entrada da Amazon. Colocar seus produtos em destaque nesse marketplace passará a ser tão importante quanto aparecer no Google Shopping. Nos EUA, por exemplo, a Amazon já ultrapassou o Google em volume de buscas por produtos.”


Cristiano Chaussard

Presidente da ABComm/SC

“No B2C a entrada dos Marketplaces da Amazon, em outubro de 2017, do AliExpress, com sellers Brasileiros em novembro de 2017, e do Facebook, com seu próprio marketplace em abril de 2018, mudarão o ambiente online com taxas de intermediação muito mais competitivas que os atuais marketplaces. Quem ganha com isso é o consumidor final e o seller.

No B2B, as indústrias começam a despertar para a automação das vendas, criando os seus próprios portais de vendas no atacado para lojistas e revendedores, imitando o que as indústrias multinacionais já fazem desde 2013. O impacto neste caso é no representante comercial que terá de enfrentar a desintermediação do seu setor e oferecer novas utilidades para o seu trabalho com um atendimento pessoal e priorização ainda mais apurada de sua carteira de clientes por tíquete do pedido, frequência de compra e proximidade da rota de vendas.”


Rosangela Mattje

Consultora de e-commerce na Mattje Consultoria

“Minha previsão é quase um desejo! Atualmente encontro clientes que ‘acham’ que sabem fazer marketing (campanhas no Facebook e no Adwords sem pesquisa alguma – fora os posts que tratam como publicações de marketing). O fazem sem planejamento e usam as mesmas ações que o mercado… sem olhar para o seu negócio! Ou seja, sem estratégia! Se isso não mudar, a velha de que: ‘minha loja não vende e eu não sei o porquê’ vai permanecer!

Tendo em vista a proliferação de profissionais que dizem que fazem a divulgação através de várias ferramentas, acredito que o mercado tenha que ser mais criativo na hora de desenvolver campanhas. Entender o negócio, interagir e esclarecer mais para o cliente seria a previsão ideal para o Marketing Digital do próximo ano.”


Rodrigo Aranovich

Especialista em SEO na Mateada

“Acredito que a tendência do trabalho de SEO está cada vez mais forte no âmbito de marketing e negócios e menos em tecnologia. Sim, a tecnologia segue e sempre seguirá sendo importante, contudo a capacidade de entender a demanda e como ofertar da maneira mais competitiva possível, além de gerenciar melhor o posicionamento e a reputação da marca, parece ser o grande diferencial no canal orgânico.

Isto porque o Google está evoluindo muito rápido, cada vez mais eficiente na compreensão das páginas e sites e mais capaz de compreender o comportamento dos usuários na internet como um todo.”


Mel Quincozes

Especialista em Marketing de Conteúdo na Mateada

“Tenho visto, até mesmo em conversas com clientes, uma maior preocupação em munir as pessoas com informações relevantes que as ajudem no processo de decisão de compras. Apesar de não ser novidade para algumas empresas que já possuem estratégias mais maduras nesse sentido, o Marketing de Conteúdo vem sendo um grande “abrir de olhos” para empresas de pequeno a grande porte.

Acredito que em 2018 o conteúdo, que por si só já é um fator de relevância para as ferramentas de busca, pensando sempre na melhor experiência possível para os usuários, passará a ser uma prioridade nas ações de marketing de cada vez mais negócios, que vão passar a investir mais em blogs e automações. Uma estratégia bem definida e segmentada com o objetivo de atrair, reter e levar à conversão o cliente ideal,como é no Inbound Marketing, vai fazer toda a diferença!”


Denis Andrade

CEO da Mateada

“Sempre que falamos sobre SEO alguém cita uma frase muito conhecida que diz: ‘Conteúdo é rei’. Essa frase já foi dita e repetida por tantas vezes e tantas pessoas que até desconheço o verdadeiro autor. Porém só agora vejo que o conteúdo está começando a ganhar a atenção que realmente merece. Em 2018 nós veremos um crescimento muito grande de blogs corporativos. As empresas que não são nativas da internet já começaram a perceber o grande potencial que o engajamento através do conteúdo tem e que a internet é o caminho mais fácil para alcançar seus clientes.

Vou finalizar minha previsão com uma profecia :). Em dezembro de 2018, quando estivermos falando sobre a previsões para 2019, a maioria de nós estará arrependido de ainda não ter começado uma estratégia com chatbots. Essa não será uma tendência para 2018, pois poucas empresas de fato estão atentas a isso e somente algumas começaram a se arriscar com esse novo recurso, mas em poucos anos ter um chatbot será fundamental para qualquer empresa.”


E aí, concorda com essas previsões? E você, já tem as suas? Deixe um comentário contando o que você achou desse post e compartilhando conosco as suas percepções para o ano que se aproxima!


Mel Quincozes
Mel Quincozes

Estudante de jornalismo. Analista de Conteúdo na Agência Mateada. A menina que devorava livros.