O Inbound Marketing é um conjunto de estratégias focadas em conquistar o interesse dos consumidores. O resultado disso é a inversão da procura: não é a sua empresa quem irá correr atrás dos potenciais clientes; são eles que encontrarão, por conta própria, os seus produtos ou serviços.

O Inbound Marketing já é uma necessidade para as empresas. Essa estratégia é o que alavanca muitos negócios, tanto que 74% das pessoas entrevistadas pela Hubspot, no relatório Estado do Inbound 2018, afirmaram que suas empresas já utilizam o método de atração. E se olharmos somente para a América Latina, esse número muda para 75%.

Mas não só isso. A pesquisa também revela as prioridades de marketing nas empresas: qual é a parte, durante o processo de vendas, em que as empresas sentem mais dificuldade em ter sucesso? Olha só:

  • Converter contatos/leads em clientes: 75%
  • Aumentar o tráfego para o site: 47%
  • Comprovar o ROI de atividades de marketing: 31%
  • Aumentar a receita derivada dos clientes existentes: 45%
  • Capacitação em vendas: 25%
  • Reduzir o custo da aquisição de contatos/leads/clientes: 29%

Tudo o que foi listado acima como dificuldade para empresas pode ser melhorado com as estratégias de Inbound Marketing. Para saber mais sobre marketing de atração, seus benefícios, como funciona e como fazer, vem comigo que o conteúdo de hoje vai te colocar por dentro de tudo!

O que é Inbound Marketing?

Curiosidade: o termo “inbound marketing” foi criado por Brian Halligan, CEO e cofundador da Hubspot.

O Inbound Marketing, na tradução literal, significa “marketing de entrada”. Mas em português o nome mais popular ficou como marketing de atração, que transmite melhor a proposta desse método. E que proposta é essa? Antes de te explicar, vou fazer algumas perguntas a você:

  • Já ofereceu produtos e serviços para pessoas que não estavam interessadas?
  • Já teve suas propagandas ignoradas?
  • Tem um produto ou serviço muito bom, mas não sabe por que as pessoas não o querem?
  • As vendas online não estão obtendo o resultado esperado?
  • Está difícil para o setor comercial fechar vendas?

Se a sua resposta foi sim para qualquer uma das perguntas que fiz, pode ficar tranquilo, isso é bem comum. Sabe por que isso acontece com muitas empresas? É o velho marketing: oferecer algo para pessoas que não demonstram interesse. O foco está errado, e os esforços de venda estão sendo desperdiçados.

É por isso que o Inbound Marketing também é conhecido como “novo marketing”. A ideia é parar de empurrar sua empresa para qualquer pessoa. O público não tolera mais propagandas de coisas que eles não querem adquirir, veja por você mesmo como consumidor. É chato quando querem te vender algo que você não quer, não é?

A proposta do Inbound Marketing é atrair e encantar pessoas. Com um método dividido em quatro etapas, consumidores que ainda nem conhecem o seu negócio podem se transformar em clientes e até divulgadores. De forma simples e prática, dá uma olhada em como funciona a estratégia macro:

Fluxo de Inbound Marketing.

Funil de conversão e jornada do consumidor

Não tem como falar de Inbound Marketing sem explicar um pouco sobre o funil de conversão e a jornada do consumidor. Todas as estratégias serão pensadas em cima desses dois fatores.

O funil de conversão são as etapas pelas quais uma pessoa precisa passar para finalmente se tornar um cliente da sua marca. Cada etapa exige ações e canais diferentes para que uma pessoa se convença, inconscientemente, a seguir em frente nesse funil.

Funil no Inbound Marketing.

Já a jornada do consumidor é focada na descrição do passo a passo que a Buyer Persona da sua empresa faria até concluir uma compra. A jornada é importante para deixar mais claro para você e sua equipe qual é o caminho ideal para um consumidor percorrer até decidir se tornar cliente.

Neste artigo da Uxeria com as melhores jornadas de compra, você pode ter uma ideia mais detalhada dos modelos criados por grandes empresas. Mas a jornada que você fizer para o seu negócio não precisa ser tão complexa como a dos exemplos desde que ela tenha um (ou mais) caminhos claros e bem definidos.

Inbound Marketing ou Outbound Marketing?

O Outbound Marketing é mais familiar para nós, pois é um modelo que existe há muito tempo e por isso é considerado, também, como marketing tradicional. Alguns exemplos de outbound: comerciais, telemarketing, material impresso, outdoor e outros.

Algumas pessoas colocam o Inbound Marketing acima do Outbound, quase o desprezando. Mas não é assim que deveria ser. Cada metodologia é adequada para situações diferentes e ambas podem ser ineficazes se não forem direcionadas para o público certo.

Enquanto o Inbound Marketing reúne estratégias adequadas para atrair e convencer o público, o Outbound Marketing é muito bom para atingir aquelas pessoas que já querem adquirir um produto ou contratar um serviço.

Uma vez eu li em um artigo um exemplo muito bacana e que expressa bem essa ideia: o Inbound Marketing é como uma isca em um anzol, esperando os peixes chegarem. O Outbound é mais como uma rede de pesca que você joga e espera pegar o máximo de peixes possíveis.

Eu garanto que agora você está se perguntando: “Escolho o Inbound ou Outbound?” e aqui vai minha resposta definitiva: depende. Ora, não me xingue! O que é melhor para sua empresa vai depender:

  • Do seu público-alvo: imagine que os potenciais clientes da sua empresa são pessoas idosas. A maioria desse público não está presente na internet. Consequentemente vale a pena investir em Outbound Marketing.
  • Do seu negócio: se você tem um e-commerce, por exemplo, não vai ser muito eficiente distribuir flyers por aí. Pegar esse investimento e direcionar para blogs e redes sociais vai resultar em mais conversões.
  • Do seu investimento: algumas mídias do Outbound Marketing exigem um custo maior, como produzir um comercial, por exemplo. Por isso que o Inbound Marketing facilita bastante a vida de pequenos empresários, pois suas estratégias contam com investimentos mais acessíveis.

E ainda existe um terceiro amigo, o chamado Allbound Marketing: isso mesmo, é o uso tanto do Inbound quanto do Outbound! Quando os dois métodos são eficazes para seu negócio, por que não andarem juntos? 🙂

As vantagens do Marketing de Atração

Agora que você já sabe do que se trata o Inbound Marketing, vou listar os principais benefícios de aplicá-lo e usá-lo no marketing do seu negócio:

Potencial para impactar as pessoas certas

Quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade, e é por isso que o propósito do Inbound não é alcançar o máximo de pessoas aleatórias, mas sim impactar o máximo de pessoas que representem oportunidades de venda para o seu negócio. É essa segmentação que faz as estratégias serem mais assertivas.

Resultados mensuráveis

Todas as ações de Inbound Marketing podem ter seus resultados mensurados, o que é uma grande vantagem. Com dados concretos fica muito mais fácil tomar decisões futuras, porque você saberá quais estratégias trazem melhores resultados, o que pode ser melhorado e quanto de investimento vale a pena para cada caso.

Alto potencial para convencer pessoas

O processo de atrair e reter a atenção do público em sua marca acontece através de conteúdos atraentes, por isso o Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo caminham juntos. Quando um lead for passado para seu comercial, por exemplo, ele já vai estar muito mais propenso a realizar a compra do que uma pessoa que nunca teve acesso a nenhum material da sua empresa.

Construção de um relacionamento sólido com o cliente

As pessoas confiam e gostam muito mais de uma marca que demonstra se importar com as necessidades do consumidor do que aquelas que só querem empurrar um produto ou serviço. Por isso, todas as estratégias de Inbound Marketing são ótimas para construir um relacionamento sólido com o cliente.

Investimento de baixo risco

Lembra que falei sobre resultados mensuráveis? Essa possibilidade caracteriza o Inbound Marketing como um investimento de baixo risco, já que você ou sua equipe está sempre monitorando os resultados e ajustando as estratégias para que sejam mais proveitosas.

Além disso, o investimento em ações de Inbound são bem flexíveis de acordo com o tamanho do seu negócio. Principalmente para empresas pequenas isso é muito positivo, pois abre portas para o marketing alavancar seu crescimento.

Retorno satisfatório

O relatório da Hubspot também comprovou que o ROI (retorno sobre investimento) das empresas é maior com o Inbound Marketing. Na pesquisa, 50% dos entrevistados relataram que o ROI com o Inbound é maior, contra 10% que se posicionaram a favor do Outbound.

As principais estratégias

Segundo o Estado do Inbound 2018, as três estratégias mais escolhidas pelas empresas foram o SEO, a automação de marketing e a criação de conteúdo para blog. Vamos ver um pouquinho sobre cada uma delas logo abaixo!

SEO

Search Engine Optimization, mais conhecido como SEO, é um conjunto de técnicas e estratégias pensadas para otimizar as páginas do seu site para que elas fiquem mais amigáveis aos mecanismos de busca, como o Google.

Por que o SEO tem a ver com Inbound Marketing? Na verdade é muito simples: quando uma pessoa busca por algo no Google, é ela que está caminhando em direção a sua empresa. O SEO cuida para que o seu blog, e-commerce ou site institucional apareça na lista de resultados da pesquisa com a melhor posição possível.

Automação de Marketing

A automação de marketing se resume a substituir a mão de obra para trabalhos repetitivos. Um exemplo é o e-mail marketing, que pode ser automatizado desde o envio até a seleção de contatos.

A automação está relacionada ao Inbound porque ela é aplicada às estratégias de atração também, como captação e gerenciamento de leads, publicações de conteúdo nas redes sociais, criação de relatórios com os melhores canais (blog, social, anúncios, etc) e outros.

Conteúdo para blog

Quando se fala em Inbound Marketing é impossível não pensar em Marketing de Conteúdo, uma das estratégias mais escolhidas por ser muito eficiente e apresentar resultados duradouros para as empresas.

Conquistar as pessoas através de conteúdo atraente é o objetivo do Marketing de Conteúdo. Mas por que escolher o blog como canal? Bom, as vantagens são muitas; a principal delas é o alcance dos usuários que fazem buscas no Google. Você pode saber mais sobre a estratégia no nosso artigo Conteúdo para Blog como Estratégia de Conversão.

Outras estratégias

As três estratégias de que falei acima foram as mais citadas pelo público, mas é claro que existem outras, também importantes para fazer “a coisa toda acontecer”. Olha só:

  • Redes Sociais;
  • Links Patrocinados;
  • E-mail Marketing;
  • Materiais Ricos;
  • Landing Pages;
  • CRM.

Conclusão

Cada estratégia que compõe o Inbound Marketing tem seu próprio potencial isoladamente, mas os melhores resultados são conquistados quando uma empresa pensa no conjunto de ações.

Eu sei que parece bastante coisa para entender em um texto só, mas é para isso que estou aqui junto da Mateada. Todas as estratégias de que falei aqui estão presentes em outros artigos do nosso blog. Escolha a que chamar mais a sua atenção e boa leitura!

O importante é sempre manter seu conhecimento em crescimento. 🙂


Gabriela Dias
Gabriela Dias

Estudante de publicidade e propaganda, redatora na Agência Mateada e desenhista nas horas vagas. <3