Muitas das empresas que estão presentes na internet usam o marketing de conteúdo como principal estratégia de conversão. Mas você sabe porquê os resultados são tão bons com conteúdo para blog?

Os blogs são fáceis de criar e gerenciar e permitem estratégias bem efetivas envolvendo um funil de conversão. Mas o que mais destaca os blogs como opção no marketing de conteúdo é o alcance do público que faz buscas no Google.

A partir de agora eu vou mostrar tudo o que você precisa saber sobre marketing de conteúdos para blogs: as vantagens, como criar um blog, o que escrever, qual frequência publicar e como analisar resultados.

Porque conteúdo para blog é uma estratégia eficiente?

A verdade é que eu tenho vários porquês de tantas empresas escolherem fazer marketing de conteúdo para blogs. Olha só!

O alcance de público

O primeiro segredo da efetividade do marketing de conteúdo para blogs é o público-alvo da estratégia: as pessoas que pesquisam no Google. Ou seja: eu, você e todos nós! Já observou que o “lugar” onde todo o mundo busca por informações é no Google?

Os blogs são fontes ricas de conteúdo e por isso que sempre aparecem nas páginas de resultados do Google e demais buscadores (Bing, Yahoo, Baidu e vários outros). Logo, os blogs são os responsáveis por atrair a atenção desses usuários para as páginas da sua empresa.


Curiosidade: em 2013 o Google ficou fora do ar por 5 minutinhos, o que já foi suficiente para cair 40% do tráfego mundial na internet.*


O destaque para seu negócio

Eu sei que ninguém nunca te contou como a relação entre os blogs e o Google é importante, por isso que estou explorando bastante essa ligação. Como vimos no tópico anterior, o marketing de conteúdo para blogs é importante como canal de atração de público.

Mas não é só isso. Quando falamos em Google ou qualquer outro buscador, também estamos pensando em posicionamento. Os sites que aparecem na primeira página de resultados do Google são os que conquistam mais tráfego orgânico.

E como alcançar as primeiras posições? Com conteúdo! Além do SEO, as empresas que mantém uma frequência de publicações em um blog corporativo conseguem resultados muito mais satisfatórios quanto ao ranqueamento no Google.

O funil de conversão

De tanto conversar e debater sobre marketing de conteúdo eu percebi que muitas pessoas sentem dificuldade em enxergar o funil de conversão em outras estratégias. Por exemplo, isso acontece muito nas redes sociais e canais de vídeo.

Já com os blogs é diferente. Com a possibilidade de linkagens internas de conteúdo, é mais fácil de enxergar o funil de conversão e suas etapas. Basicamente, a ideia é inserir links nos textos para que o leitor clique neles e siga para a próxima fase.

O investimento mais acessível

O marketing de conteúdo aplicado em blogs é considerado um investimento baixo se comparado a outros canais e estratégias. O blog não exige tanto tempo de produção e edição como os canais de vídeo, por exemplo. Além disso, o tráfego orgânico tem um alcance muito maior do que nas redes sociais.

Fora isso que falei, o resultado que um blog corporativo traz é duradouro. Ou seja, mesmo que você sempre invista o mesmo valor e esforço no seu marketing de conteúdo, a tendência é que o retorno cresça gradualmente.

Quero começar agora: como criar um blog?

Para ter um blog que passe autoridade e confiança para seu público é importante ter cuidado com algumas escolhas quando for criá-lo. Além disso, também é bom evitar começar um blog “de qualquer jeito” para evitar futuras dores de cabeça. Por isso, tenha atenção com:

A escolha da plataforma

O jeito mais prático de criar e gerenciar um blog é com um CMS (gerenciador de conteúdo). Pode ser que esse nome não seja familiar para você, mas estou falando de plataformas como o WordPress.

Antes de escolher uma plataforma para criar seu blog, pesquise sobre todos os recursos que cada uma tem a oferecer. Valorize as que sejam amigáveis ao SEO, opções de layout, interface e os recursos adicionais para constante melhoria das páginas do seu blog.

O domínio

Antes de criar seu blog, faça um planejamento que já inclua o valor de compra de um domínio próprio. O domínio é um fator influenciador na autoridade e na segurança do seu blog e por isso que vale a pena o investimento.

Domínios gratuitos não passam confiança para os visitantes de sua página. Além disso, com um domínio próprio você nunca precisará se preocupar em perder o endereço do seu blog para outra empresa.

O servidor

Se preocupe também em escolher um bom servidor. No início de um blog, quando ainda são poucos conteúdos publicados, é normal achar dispensável esse investimento. Porém, o servidor é uma segurança a mais que você tem quanto ao banco de dados do blog da sua empresa.

Outro ponto de ter um bom servidor é a certeza de que seu blog estará sempre ativo. É frustrante para uma pessoa entrar em página que estão fora do ar, isso conta como fator negativo para sua empresa.

Produção de conteúdo: o que escrever?

Depois de criar o blog para sua empresa é o momento de começar a planejar quais conteúdos podem ser atraentes para o público-alvo do seu negócio. Vou mostrar nesse tópico como eu faço para saber o que escrever e que você pode fazer também!

Como escolher os assuntos

Para começar a escolha dos temas de cada publicação, eu faço um brainstorming bem simples: anoto tudo o que eu acho que o público desse blog gostaria de saber. Também costumo pedir a opinião dos meus colegas de trabalho, eles sempre têm ideias legais!

Depois disso, é hora de confirmar se as ideias anotadas possuem um volume de busca significativo no Google. Para isso, algumas ferramentas de pesquisa de palavras-chave são muito úteis, como:

  • Planejador de palavras-chave do Google;
  • UberSuggest;
  • Keyword Tools;
  • SEMrush.

Outro jeito bacana para ter ideias do que o seu público busca de informação é olhar o Google Trends. Por lá você vai encontrar tendências no mundo e no Brasil, assim como pesquisar a relevância dessas buscas.

Como escolher a etapa do funil

Quando falo em “etapa” me refiro à quantos conteúdos serão de topo, meio ou fundo de funil. Não existe uma quantidade exata de conteúdos para cada etapa de funil, mas o comum é produzir mais conteúdos de topo do que de meio. E mais conteúdos de meio do que de fundo.

E com qual frequência publicar?

É importante manter frequência nas publicações. Assim seu blog sempre estará alimentado com assuntos diferentes, o que é um fator responsável por manter leitores fiéis e atrair cada vez mais visitantes.

Mas não existe uma receita de bolo: cada empresa disponibiliza conteúdos com a frequência que se encaixa melhor com sua equipe de produção ou investimento em marketing de conteúdo. O importante mesmo é se comprometer com o calendário editorial estabelecido e sempre postar nas datas certas.

Depois de publicar: como analisar resultados?

Para garantir que o marketing de conteúdo para blog traga os resultados esperados é preciso tirar um tempo para analisar os dados gerados pelas suas publicações. Mas como?

Bom, há várias ferramentas para mensurar resultados. Mas nesse tópico vou te mostrar duas delas que são muito utilizadas por empresas:

  • Google Analytics: ferramenta gratuita do Google para análise de tráfego em sites. Você adiciona o script do Analytics nas páginas para ter acesso a informações detalhadas do tráfego no seu blog.
  • SEMrush: ferramenta paga, mas possui uma versão de teste que é gratuita. Com ela você consegue saber para quais palavras-chave seus conteúdos aparecem, em que posições estão no Google e muito mais. Além disso, é possível fazer análise dos seus concorrentes também.

Não tenho profissionais capacitados, e agora?

Muitas empresas, principalmente de pequeno e médio porte, não possuem colaboradores capacitados para trabalhar com marketing de conteúdo. Por isso fica inviável que o projeto seja feito internamente.

Mas se o seu plano A é criar uma equipe interna para cuidar do blog da sua empresa, então você vai precisar de dois profissionais indispensáveis (no mínimo), que são:

  • Analista de Conteúdo: é a pessoa que irá criar as pautas do texto, gerenciar o blog (publicar, atualizar, editar) e analisar os conteúdos antes que sejam publicados.
  • Redator: é o profissional responsável por escrever os conteúdos.

Vale a pena terceirizar com uma Agência de Conteúdo?

Uma agência de conteúdo é a solução para empresas que não conseguem levar adiante seus projetos de marketing de conteúdo internamente. A grande vantagem é que o blog da sua empresa estará nas mãos de equipes completas e capacitadas para fazer as estratégias gerarem resultados positivos.

Geralmente, uma agência de conteúdo faz:

  • Reunião de briefing com a empresa contratante;
  • Criação de persona e jornada de compra;
  • Planejamento da estratégia;
  • Planejamento do conteúdo;
  • Criação das pautas;
  • Elaboração dos textos;
  • Revisão estratégica dos conteúdos;
  • Revisão ortográfica dos conteúdos;
  • Publicação no blog;
  • Análise de resultados;
  • Suporte ao SEO do blog;
  • Reuniões de feedback com a empresa contratante.

Para saber mais detalhes sobre o serviço terceirizado com agências de conteúdo, acesse agora a nossa página de Marketing de Conteúdo. Ou fale com o nosso consultor para entender melhor sobre as possibilidades de investimento e soluções para o blog da sua empresa.

Conclusão

Como você pode notar, fazer conteúdo para blogs não é uma estratégia simples, porém o esforço e investimento trazem resultados muito positivos para a conversão de clientes. Por isso não importa se o seu projeto será feito internamente ou terceirizado com uma agência, o que vale é pôr em prática! 🙂


Gabriela Dias
Gabriela Dias

Estudante de publicidade e propaganda, redatora na Agência Mateada e desenhista nas horas vagas. <3