Para que um blog alcance o sucesso, um dos requisitos é publicar assuntos relevantes para os leitores. Com isso, quero dizer que os artigos do blog da sua marca devem ser do interesse do seu público-alvo, ou seja, precisam oferecer as informações que os usuários estão buscando para solucionar suas dúvidas e problemas.

E até pode parecer fácil pensar no que pode agradar o seu público, mas descobrir o que as pessoas estão querendo saber vai muito além de se colocar no lugar delas para entender melhor seus desejos. Para isso existe uma prática fundamental: pesquisar! Só assim você consegue saber quais assuntos são relevantes para transformar em conteúdos.

Então, hoje vamos dar 8 dicas para ajudar você a ter ideias e criar conteúdos cada vez mais interessantes para o blog da sua marca.

1 – Defina uma persona

A melhor maneira de entender quais são os possíveis assuntos que seu público mais procura é, primeiramente, entender quem é o seu público. E, para isso, nossa dica é que você crie uma persona. Basicamente, você precisa imaginar como seria o seu cliente ideal, a pessoa perfeita para consumir seu produto ou serviço.

Com isso em mente, escreva todas as características que você atribuiu a sua persona, inclusive dê um nome a ela também. Pronto! Agora já ficou mais fácil saber quem você quer atingir com seus conteúdos e o que esta pessoa pode estar buscando.

Se você quiser se aprofundar mais neste assunto, temos o conteúdo “Persona: material completo para entender e criar a sua”, que explica com mais detalhes esse conceito, mostra os tipos de persona, quais as vantagens, quando usar e ainda traz um modelo para você imprimir e usar para criar sua própria persona.

2 – Faça uma pesquisa de palavras-chave

Palavra-chave é um termo muito falado dentro do marketing de conteúdo, porque é através dela que um usuário chega até o conteúdo do seu blog quando realiza uma pesquisa no Google. Então, pesquisar palavras-chave e listá-las é ótimo para pensar e criar assuntos interessantes para sua persona.

Mas onde pesquisar palavras-chave? Existem muitas ferramentas que você pode usar, mas vamos citar algumas rapidamente:

  • Campo de pesquisa do Google: o próprio buscador já sugere algumas palavras-chave quando você digita algo, completando a busca com termos relacionados buscados por outros usuários:

Google Search

  • Planejador de palavras-chave do Google: criando uma conta no Google Adwords, gratuitamente, você consegue o acesso ao planejador. Essa ferramenta ajuda a encontrar as palavras-chave que mais têm relação com sua empresa, produto ou serviço.
  • Ubersuggest: é uma opção gratuita, porém eficiente. Nela, você consegue informações gerais de palavras-chave, que envolvem volume, sazonalidade, custo por clique e outros.
  • Keyword Tools: você consegue fazer pesquisa de palavras-chave nessa ferramenta gratuitamente, tendo acesso a lista de relacionados também, o que já é muito bom para ter ideias. Para ter acesso aos dados gerais, como volume de busca, é preciso contratar um dos três planos no site.

3 – Procure tendências

Para pensar em bons assuntos, fique de olho nas tendências do momento que tenham relação com o seu negócio. Isso inclui notícias, novidades e assuntos que estão em alta no momento (que podem ter ligação com sazonalidades ou acontecimentos em sua região).

Um jeito bem prático de analisar e estar por dentro das tendências é pegar o hábito de acessar o Google Trends. Lá, você pode ver os assuntos mais buscados no Google no momento, além de poder jogar suas palavras-chave no campo de pesquisa para conferir sua tendência e temas relacionados.

Também pode ser interessante para você se cadastrar no Google Alerts, que é uma ferramenta bem fácil e prática para avisar sobre os novos conteúdos do seu interesse que são indexados no buscador.

4 – Observe a concorrência

Pensando na máxima de que “a grama do vizinho é sempre mais verde”, podemos aplicá-la neste tópico e dar outro sentido à moral da história. Se você quer que sua grama esteja tão bonita quanto a do vizinho, o que você faz? Se lamentar não vai adiantar. Então, dê uma espiadinha para ver quais as técnicas e cuidados ele usa para ter um jardim bonito. É a mesma coisa quanto aos blogs de marca.

Sempre vale a pena acompanhar os seus concorrentes — ou suas marcas de inspiração — para analisar quais são os assuntos que eles mais abordam, quais conteúdo conseguiram mais engajamento do público, quais blogs geram mais tráfego, como formataram seus conteúdos e outros.

  • Importante: ficar de olho nos concorrentes está bem longe de copiar os conteúdos deles, certo? Você pode se inspirar, isso é muito bacana, mas plagiar vai contra a concorrência saudável.

5 – Ouça seus clientes

O feedback dos seus clientes é uma fonte rica de assuntos para blog. Então comece a pensar nas dúvidas mais frequentes que você precisa responder e verá que elas podem render um bom conteúdo.

  • Exemplo: aqui na Mateada, já nos perguntaram algumas vezes como a gente faz para criar os assuntos das pautas para o setor de conteúdo. Então, aqui estou eu, transformando essa dúvida em um texto repleto de dicas, que está ajudando você também.

Outra maneira bem legal de saber o que seus clientes estão buscando é estar onde eles estão: grupos do Facebook e Whatsapp, seguir as marcas que eles seguem, acompanhar os conteúdos que eles compartilham e outras ações.

6 – Use ferramentas de análises

Além das ferramentas de pesquisa de palavras-chave que falamos lá em cima, é bem importante que você comece a usar ferramentas de análises para o seu blog.

Existem algumas métricas que você não pode deixar de acompanhar, pois elas ajudam a ter uma boa noção de quais publicações — ou seja, quais assuntos — estão atraindo mais interesse do público e quem são essas pessoas interessadas no seu conteúdo. Exemplos:

  • Tráfego: quantas pessoas acessaram seu blog e qual publicação é a mais visitada;
  • Canais de aquisição: por onde seus leitores chegarem até seu conteúdo, se foi por busca orgânica, redes sociais, etc;
  • Taxa de rejeição: quantos acessaram uma única página do seu blog e saíram;
  • Taxa de conversão: quantas pessoas chegaram ao fundo do seu funil, como assinando uma newsletter, por exemplo.
  • Outros: são várias métricas que você pode analisar dependendo do seu objetivo com o blog. E quando você sabe o que está dando certo, fica mais fácil saber o caminho a seguir para criar conteúdos interessantes.

Para ter acesso a esses dados do seu blog, há mais de um recurso que você pode recorrer, tanto gratuito quanto os pagos. Alguns deles:

Google Analytics

O Google Analytics, como o nome sugere, são várias ferramentas gratuitas do Google que permitem relatórios bem completos (público, aquisições, comportamento e conversões) sobre os resultados diários do seu blog.

Moz

O Moz é um serviço pago que oferece algumas ferramentas bem interessantes para monitorar os resultados do seu blog, mas seu foco é nas análises de SEO, por isso também disponibiliza uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave.

SEMrush

A SEMrush é uma opção paga mas que permite um limite gratuito que você pode aproveitar. Porém, assinando algum plano você tem acesso a recursos excelentes para monitorar seu blog, inclusive ter acesso aos resultados dos seus concorrentes.

7 – Publique perguntas e enquetes

Tem maneira melhor de saber a opinião do público do que perguntando direto para eles? E isso ficou ainda mais fácil com o Stories do Instagram, que permite você realizar votações de um jeito bem prático e intuitivo, além de ser o canal perfeito para receber um número grande de respostas do seu público.

Se você ainda não tem ideia de quais perguntas podem ajudar sua marca com bons assuntos para o blog, aqui vai algumas sugestões:

  • Peça para enviarem dúvidas e sugestões;
  • Selecione dois assuntos e peça para escolherem o mais interessante;
  • Pergunte qual conteúdo publicado no seu blog eles mais gostaram.

8 – Aproveite datas comemorativas

Se você quer encontrar o baú de tesouro das ideias para conteúdo, é simples: selecione todas as datas comemorativas do ano que tenham alguma relação com seu negócio. Além das buscas sazonais aumentarem muito o tráfego do seu blog, são bons assuntos para tirar dúvidas do consumidor.

  • Exemplo: muitos blogs de marca aproveitam o Natal para criar conteúdo, dando sugestões de presentes, decoração, pratos para a ceia, look da noite e muitos outros assuntos. O importante é que tenha a ver com a sua marca!

Pense como sua persona e pesquise muito!

Como você pode notar, não tem mistério para descobrir os melhores assuntos para criar conteúdo no seu blog. Costumamos depender muito da criatividade e intuição, mas nem sempre elas ajudam ou nos levam pelo melhor caminho, por isso a importância de pesquisar e planejar.

Com estas dicas, garantimos que você vai ter ótimas ideias para criar conteúdos que realmente sejam do interesse do seu público. Agora, o próximo passo é criar conteúdos de qualidade para ajudar, ainda mais, no aumento do tráfego do blog da sua marca.


Gabriela Dias
Gabriela Dias

Estudante de publicidade e propaganda, redatora na Agência Mateada e desenhista nas horas vagas. <3